Home» Sala de Imprensa » Diretoria do Grupo CEEE acompanha Governadora em vistoria à subestação de energia Bagé 2

21/08/2010

Diretoria do Grupo CEEE acompanha Governadora em vistoria à subestação de energia Bagé 2

A governadora Yeda Crusius vistoriou, na sexta-feira (20), um terminal de fibra ótica localizado na Subestação 2 da Companhia Estadual de Geração e Transmissão de Energia Elétrica (CEEE-GT), em Bagé. Na ocasião, acompanhada do presidente do Grupo CEEE, Sérgio Camps de Morais, e do diretor de Transmissão da Companhia, José Francisco Pereira Braga, ela destacou que a infovia está chegando à região Sul do Estado e enfatizou que essa nova tecnologia poderá transformar o Rio Grande do Sul na unidade federativa mais desenvolvida do Brasil. "Nós vamos oferecer acesso à informação. Todas as escolas poderão ter sala de aula digital e a possibilidade de desenvolver um novo método de ensino e aprendizagem. Todas as vocações do Rio Grande serão contempladas e terão condições de expansão", afirmou.

A subestação também é parte integrante do projeto de rastreabilidade bovina lançado no mesmo dia pelo governo gaúcho na região da Campanha. Na unidade de energia da CEEE na região serão recebidos, via rádio, os dados enviados pelos chips eletrônicos implantados em bovinos do Centro de Recria de Terneiras, localizado em Hulha Negra. De lá, os dados serão lançados na rede de fibra ótica e chegarão até Guaíba. Em seguida, o sinal será transmitido até Porto Alegre, novamente via rádio, chegando à estação localizada no Morro da Polícia, na Capital.

Segundo o presidente do Grupo CEEE, Sérgio Camps de Morais, nos últimos três anos o Estado fez um grande esforço de investimentos em toda a Metade Sul, para suprir deficiências históricas. "Hoje estamos disponibilizando aumento, maior oferta e qualidade de energia. Esta é uma forma potencializar o desenvolvimento da região" destacou.

O Rio Grande do Sul possui atualmente quatro anéis fechados de fibra ótica nas regiões da Serra, Norte, Região Metropolitana, Campanha e Litoral, numa extensão total de 1,2 mil quilômetros de infovia. A meta do Governo do Estado é aumentar a extensão do sistema para 1,5 mil quilômetros sendo que, para isso, estão previsto investimentos da ordem de R$ 61 milhões.

No final de junho deste ano, o Grupo CEEE entregou, depois de três meses de instalação e testes, o acesso à Internet pela rede elétrica a alunos de duas escolas de Candiota, a Santa Izabel e Neli Betemps. A empresa apadrinhou o projeto Um Computador por Aluno, em parceria com o Ministério da Educação, que leva notebooks a escolas da rede pública. A comunidade escolar destas instituições, porém, não teriam condições de se conectar à rede mundial de computadores sem a obra da CEEE, que interligou por meio de sua infraestrutura a sede, em Porto Alegre, até as duas escolas de Candiota.

O acesso ocorre pela comunicação por fibra ótica da sede, em Porto Alegre, até a Usina Termelétrica Presidente Médici, em Candiota, e vai por rádio até a torre da prefeitura do município. Também por rádio, é feita a conexão até a escola, onde há um servidor em uma sala separada, que capta o sinal e o “injeta” pela tomada, por PLC (Power Line Comunication – pela rede elétrica). Em cada sala de aula há um equipamento que faz a distribuição do acesso, sem fio, até os computadores.

Fonte: Mara Medeiros (texto) - Paula Fiori/Palácio Piratini (foto)

Grupo CEEE

Todos os direitos reservados ® 2012