Notícias

CEEE alerta população sobre cuidados com energia elétrica

Atividades integram a III Semana Nacional de Segurança com Energia Elétrica e são realizadas na capital e interior.

Por admin / Publicado: 02/11/2008 Última modificação: 18/10/2019 16h26

Compartilhar

“A gente avisa, mas você precisa fazer a sua parte”. Com esta chamada, a Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica (CEEE D) lançou nesta segunda-feira (03), em Porto Alegre, a III Semana Nacional de Segurança com Energia Elétrica, evento que visa orientar à população sobre os perigos e riscos da eletricidade e as formas de prevenir acidentes. Além da capital gaúcha, que realizou uma blitze com distribuição de materiais informativos no início da manhã junto ao centro de Porto Alegre, no mesmo horário, Bagé reuniu os parceiros do projeto para apresentar a programação que ocorre na cidade até o próximo domingo (09). Já no litoral norte, a mobilização dos técnicos foi na praia de Balneário Pinhal e em Camaquã, houve palestra na escola João Beckel para 250 alunos. Na área de concessão da Companhia, as cidades de Pelotas e Rio Grande também fazem ações educativas nas suas regiões durante toda semana.

 A CEEE integra uma campanha nacional, que tem o objetivo de realizar atividades específicas junto às comunidades sobre o assunto, trabalho coordenado pela Abradee (Associação Brasileira das Distribuidoras de Energia Elétrica), e executado simultaneamente pela CEEE Distribuição e outras 30 concessionárias do País.

O mutirão sobre segurança com energia elétrica está sendo desencadeado pelo terceiro ano consecutivo para reduzir o número de acidentes com choque elétrico. A expectativa dos organizadores é atingir uma população de cerca de 150 milhões de habitantes em todo o país. “Estamos nos integrando a uma grande campanha nacional para mostrar que cuidados simples, tomados no dia-a-dia, são fundamentais para evitar acidentes”, destaca o diretor de Distribuição do Grupo CEEE. Rogério Sele da Silva, que participou da abertura da semana na capital. Ele diz que a conscientização sobre eletricidade deve ser permanente por parte das Concessionárias. “A repetição anual deste tipo de campanha, complementado pela ação permanente das distribuidoras, certamente, contribuirá para criar na população uma consciência de prevenção de riscos e reduzir, cada vez mais, o número de acidentes”, acrescentou.

 

Principais problemas

 

O foco da III Semana Nacional da Segurança está voltado às principais causas de acidentes com choque elétrico, que segundo dados estatísticos do setor elétrico são empinar pipas e papagaios em locais inadequados, instalar antenas de TV perto da fiação elétrica, movimentar andaimes e objetos metálicos nas proximidades das redes de energia e manipular condutores energizados para fazer ligações elétricas clandestinas.

Nos  últimos sete anos (período 2001 a 2007) houve uma média anual de 992 pessoas acidentadas, sendo 329 fatais, 266 com lesões graves e 397 com lesões leves. Considerando especificamente as quatro atividades da campanha, o número de pessoas acidentadas anualmente no Brasil é quase 50% do total, chegando a 412, sendo 132 fatais, 125 com lesões graves e 155 com lesões leves.

Baseado na mesma base de dados, o pior resultado é o número de acidentes causados pelo furto de energia, onde o número de mortes subiu no país de 39, em 2006, para 52 em 2007, ou seja, o equivalente a uma morte por semana. Os números de atendimentos hospitalares por causas de acidentes com energia elétrica ainda preocupam no Rio Grande do Sul. Pelas informações do  Setor de Queimados do Hospital Cristo Redentor, por mês, são internadas, em média, 20 pessoas, sendo que 5,5% ingressaram por queimaduras provocadas por choque elétrico. Já o Hospital de Pronto Socorro atendeu, desde janeiro de 2007, 295 pessoas com queimaduras causadas por corrente elétrica, com um óbito.

 

Combate à ligação clandestina

“É nossa obrigação informar e alertar aos consumidores, sempre, sobre os riscos da energia elétrica e, dessa forma, colaborar para diminuir acidentes. Através de uma campanha desta natureza, poderemos ampliar os resultados deste trabalho”, avalia Sele da Silva. Ele reitera que uma das maiores preocupações, hoje, das empresas são as ligações clandestinas. “Além de risco de acidente às pessoas – comprovado pela estatística do setor – existe o prejuízo ao fornecimento de energia. O problema precisa ser enfrentado pelas Concessionárias, com a colaboração da comunidade. Na CEEE Distribuição, estamos reforçando a fiscalização no combate aos chamados “gatos”, mas ainda precisamos avançar. É importante que as pessoas que presenciem este tipo de atitude ilegal denunciem, pois o sistema elétrico é dimensionado e implantado a partir de uma necessidade de carga específica e, quando pessoas desautorizadas, fazem ligações irregulares, além de correrem risco, acabam prejudicando a qualidade da energia distribuída a toda uma região”. Ele esclarece, ainda, que as informações sobre os “gatos“ podem ser repassadas à CEEE D, através do telefone gratuito 0800.721.2333, ou pela internet. Na página da empresa, no link “serviços”, há um formulário para o usuário repassar on-line à Concessionária dados sobre ligações clandestinas e irregularidades. Rogério Sele faz questão de lembrar que os dados enviados pelo consumidores são sigilosos.

Além desta mensagem, presente nos materiais informativos, outra ação desta semana está voltada às escolas. Técnicos de segurança da empresa estão fazendo palestras para alunos em diversas cidades, a fim de alertar sobre os cuidados com eletricidade. Instituições de ensino que ainda tenham interesse em desenvolver o trabalho especial sobre segurança podem entrar em contato com empresa e solicitar uma palestra específica, pelo telefone 51. 3382.4267, ou pelo e-mail comunicsocial@ceee.com.br.

Em Porto Alegre, a mobilização final acontece, no domingo (09), das 10 às 18 horas, no Parque Moinhos de Vento, onde os técnicos da Companhia colocarão carros utilizados pelo setor de emergência e uma mostra com equipamentos utilizados para a realização do trabalho de instalação e manutenção das redes elétricas, material que servirá de apoio às explicações repassadas aos visitantes do Parque, local que estará comemorando 36 anos nesse dia. Além de informações específicas à população, haverá distribuição de cartilhas e folhetos e uma maquete que simula o consumo dos principais eletrodomésticos. Pais e filhos poderão assistir, ainda, em duas sessões, às 11 e às 18 horas, a peça de teatro “As Aventuras da Família Gaúcha em: A Grande Lição”, espetáculo que fala sobre segurança e uso racional de energia e que já foi visto, desde 18 de setembro, por mais de 47 mil pessoas em 30 cidades atendidas pela CEEE Distribuição. Em paralelo, a Companhia irá desenvolver no espaço oficina de Ecoarte sobre o tema específico da segurança no uso da energia elétrica. O material para a produção dos trabalhos (galhos, folhas, raízes e sementes) é originário dos hortos florestais da Companhia.

Ligue-se nas dicas de segurança da CEEE D

  1. Não faça ligações clandestinas ou "gatos" na rede elétrica, nem permita que façam. Além de ilegais, elas sobrecarregam o sistema e podem provocar sérios acidentes.
  2. Cuide para que crianças não mexam em tomadas, fios ou aparelhos elétricos. Para evitar acidentes, instale protetores de plástico nas tomadas que só deverão ser retirados quando for utilizada.
  3. Ao trocar ou instalar uma lâmpada, não toque na parte metálica.
  4. Não passe os fios elétricos debaixo dos tapetes, mobílias e cortinas. Isso pode provocar incêndio!
  5. Para desligar aparelhos, nunca puxe pelo fio. Use sempre a tecla ou botão de liga/desliga.
  6. Não ligue vários aparelhos numa só tomada. Isso também pode causar incêndios.
  7. Não toque na parte elétrica de aparelhos com facas ou objetos de metal. Primeiro, desligue o aparelho.
  8. Só mude a chave do chuveiro (inverno/verão) com o aparelho desligado.
  9. Nunca manuseie equipamentos elétricos com os pés ou as mãos molhadas.
  10. Desligue imediatamente o eletrodoméstico, caso ele comece a fazer barulhos estranhos ou a soltar faíscas. Conserte-o somente em oficinas de confiança.
  11. Nunca bloqueie as chaves dos disjuntores ou substitua os fusíveis por arame, moeda, papel de cigarro, etc.
  12. Não deixe crianças soltarem pipas ou papagaios perto de redes de energia. A pipa deve ser confeccionada com linha de algodão secas e sem cerol. Caso fique presa na rede elétrica, não tente soltá-la. Isso é muito perigoso.
  13. As antenas de rádio ou TV devem ser instaladas de maneira que não se aproximem, nem toquem ou caiam sobre os fios da rede elétrica.
  14. Nunca improvise extensões ou emenda dos fios de ferramentas elétricas. Siga sempre as instruções do fabricante.
  15. Não toque, nem se aproxime dos fios arrebentados ou caídos, nem das pessoas ou objetos em contato com eles, como cercas metálicas, postes de ferro ou varais de roupa. Ensine as crianças a jamais se aproximarem e avise o quanto antes a CEEE Distribuição pelo  0800 721 2333.
  16. No caso de colisão com um poste, não saia do carro se o fio estiver sobre ele. Há possibilidade de choque se a pessoa tocar o chão e o carro ao mesmo tempo, pois fechará um curto-circuito. Se tiver mesmo que abandonar o carro, pule com os dois pés juntos o mais longe possível do veículo. Se você não for vítima, mas a testemunha do acidente, instrua as pessoas do carro sobre como proceder para sair e chame imediatamente a CEEE Distribuição pelo número 0800 721 2333.
  17. Ferros de construção, trilhos de cortina, escadas, andaimes e outros objetos metálicos também representam perigo e devem ser movimentados longe dos fios elétricos.

Mais informações e dicas sobre segurança com energia elétrica no site www.ceee.com.br e link http://www.abradee.org.br/Semana_2008/

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres