Notícias

CEEE completa 65 anos

A empresa, criada em 1943, atua nas áreas de Geração, Transmissão e Distribuição de energia elétrica no Estado.

Por admin / Publicado: 06/02/2008 Última modificação: 18/10/2019 16h25

Compartilhar

 

Dia 1º de fevereiro de 2008, a Companhia Estadual de Energia Elétrica - hoje Grupo CEEE, da qual fazem parte a Companhia Estadual de Geração e Transmissão de Energia Elétrica (CEEE GT) e a Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica (CEEE D) - completou 65 anos. Durante todo ano, além de oferecer melhorias na infra-estrutura energética do Estado, o que inclui a conclusão de projetos já em andamento e a implantação de novos investimentos nas áreas de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica, serão realizadas outras atividades especiais, visando mostrar à comunidade gaúcha a trajetória da empresa em mais de seis décadas de atuação no Rio Grande do Sul.

Para entender a história da empresa, é preciso voltar um pouco no tempo e lembrar de uma cidade na região metropolitana e de um jovem engenheiro. Tudo começou no município de São Leopoldo, em 1º de fevereiro de 1943, quando Noé de Mello Freitas elaborou o projeto de aproveitamento hidrelétrico dos rios Santa Maria e Santa Cruz, hoje denominado Sistema Salto, composto pelas usinas Bugres, Canastra, ambas em Canela, Toca e Passo do Inferno, em São Francisco de Paula. Com esse projeto, surgia uma das mais importantes empresas públicas do Estado do Rio Grande do Sul. Denominada, inicialmente, Comissão Estadual de Energia Elétrica, foi transformada, em 1963, numa sociedade de economia mista, com a designação de Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE).

A empresa, fundada pelo engenheiro Noé, acabou constituindo-se na peça fundamental para o desenvolvimento do Estado, pois através da geração, transmissão e distribuição de energia elétrica, foi possível avançar tecnologicamente e, a partir daí, expandir o progresso a todas as regiões. Os meios de produção deram um salto de evolução, proporcionando, gradativamente, a melhoria da qualidade de vida para as populações urbanas e rurais.

Atuação estadual

Durante esses anos, a Companhia passou por mudanças estruturais, que alteraram, significativamente, a sua composição de origem. No ano de 1997, cerca de dois terços da área de Distribuição da CEEE foram privatizados, ocorrendo o surgimento de outras duas concessionárias que passaram a atuar entre os gaúchos. Recentemente, em 2006, houve a reestruturação societária da CEEE, precursora das empresas que compõem, hoje, o Grupo CEEE, formado pela Companhia Estadual de Energia Elétrica Participações (CEEE Par), pela Companhia Estadual de Geração e Transmissão de Energia Elétrica (CEEE GT) e pela Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica (CEEE D).

Atualmente, a CEEE GT possui 15 usinas hidrelétricas, com uma capacidade instalada de 910,6 MW (megawatts) e mais de 336 MW de participação em outros empreendimentos (concluídos e em construção). A área de transmissão detém a concessão em todo o Estado do Rio Grande do Sul, contando com 57 subestações e 15.119 estruturas que sustentam mais de seis mil quilômetros de linhas, o que, para efeitos comparativos, seria mais que suficiente para cruzar os 4.300 km de extensão do Brasil, do Oiapoque ao Chuí.

A CEEE D atende a 1,38 milhão de clientes, o que representa cerca de 3,8 milhões de pessoas nos 72 municípios de sua área de concessão, localizada na região Sul, litoral Norte e parte da região Metropolitana, incluindo também a capital. Para proporcionar o suporte necessário a esta estrutura, o Grupo CEEE conta com 3.950 mil empregados.

O crescimento do mercado consumidor e o dinamismo do setor elétrico exigem constantes investimentos de melhorias e ampliação nas áreas de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica. Conhecedor dessas reais necessidades, o Grupo CEEE estabeleceu, em 2007, um Programa de Investimentos no valor de R$ 320 milhões, que está tendo continuidade neste ano. O presidente do Grupo CEEE, José Francisco Pereira Braga, afirma que as obras previstas no Plano permitem melhorias na qualidade da energia no campo e na cidade. Para ele, os investimentos garantem a energia necessária para o desenvolvimento econômico do Estado.

Braga acrescenta que o Grupo CEEE, que apresenta um faturamento anual de aproximadamente R$ 3,0 bilhões, quer permanecer atuante no mercado do Rio Grande do Sul, fazendo o que conhece bem e realiza há mais de seis décadas, ou seja, gerar, transmitir e distribuir energia elétrica, proporcionando melhorias na qualidade de vida das pessoas e nos segmentos industriais, comerciais, rurais, entre outros.