Notícias

CEEE conclui 50% das obras civis da Subestação Menino Deus

Empreendimento, no valor de R$ 23,9 milhões, será a principal fonte de energia do Beira-Rio.

Por admin / Publicado: 01/11/2013 Última modificação: 18/10/2019 16h28

Compartilhar

As obras civis da subestação Menino Deus – um dos principais legados da Copa para Porto Alegre – estão 50% concluídas e o empreendimento deve entrar em operação em 25 de abril de 2014. A informação foi dada nesta sexta-feira, 1º, pelo presidente do Grupo CEEE, Gerson Carrion, que junto com o diretor de Distribuição da Companhia, Guilherme Barbosa, apresentou ao secretário de Infraestrutura e Logística (Seinfra), João Victor Domingues, o cronograma de trabalho e os principais pontos da obra. Os representantes do Comitê Gestor da Copa de 2014 acompanharam a visita às instalações, que estão sendo erguidas na Avenida Padre Cacique, 1755.

 

Na apresentação, os técnicos explicaram detalhadamente as inovações tecnológicas dessa subestação, que recebeu investimentos de R$ 23,9 milhões, e que usará a tecnologia GIS (Gas Insulated Switchgear), isolada a gás SF6. Essa tecnologia reduz significativamente os ruídos emitidos e permite que o espaço necessário para a obra de construção civil seja muito menor do que o usualmente utilizado em subestações abertas. “Além disso, empreendimentos dessa natureza permitem uma harmonia com o ambiente paisagístico da cidade, um dos requisitos para que o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a Agência Francesa de desenvolvimento (AFD) concedessem o financiamento para a obra”, acrescentou Carrion.

 

A Subestação Menino Deus será a principal fonte de alimentação em 13.800 Volts ao estádio Beira Rio, local que sediará jogos da Copa do Mundo de 2014, e vai aumentar a confiabilidade e a segurança da transmissão de energia. A subestação terá dois transformadores de 25 MVA (megavolts-ampères), totalizando uma potência disponível de 50 MVA, e permitirá atender ao crescimento do mercado nos bairros Assunção, Cristal, Menino Deus, Praia de Belas e Santa Teresa.

 

O secretário João Victor Domingues destacou a tecnologia do empreendimento e afirmou estar satisfeito com o andamento dos trabalhos. “Verificamos o perfeito cumprimento do cronograma, o que é fundamental, já que esta é uma das obras mais importantes para o atendimento às exigências da Copa e principalmente pelos benefícios em termos de melhoria do atendimento energético à cidade, em especial à esta região”, disse.

 

A CEEE também está construindo uma nova linha de transmissão ligada a esse empreendimento. Ela parte da subestação Porto Alegre 10 (entre as avenidas Ipiranga e Lucas de Oliveira), em estruturas aéreas, até a esquina das avenidas Borges de Medeiros com Ipiranga. A partir deste ponto até a subestação Menino Deus (um trajeto de 3,3 km), a linha será subterrânea, eliminando qualquer impacto visual no trecho em que cruza o Parque Marinha do Brasil. O investimento nesta linha é de R$ 9,7 milhões.

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres