Notícias

CEEE conclui obra na Barragem de Ernestina

Investidos R$ 17,3 milhões no reforço e modernização da estrutura

Por admin / Publicado: 22/08/2012 Última modificação: 18/10/2019 16h28

Compartilhar

Foi entregue hoje, 23, a obra de reforço e modernização da estrutura da Barragem de Ernestina, no Norte do RS. O anúncio da conclusão foi feito durante a Interiorização do Governo do Estado, pela manhã, em Passo Fundo. Na parte da tarde, o secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Beto Albuquerque, os diretores do Grupo CEEE Gerson Carrion (Financeiro) e Rubem Cima (de Distribuição) e técnicos da empresa vistoriaram a nova barragem.

A CEEE Geração e Transmissão investiu R$ 17,3 milhões no projeto, que levou quatro anos para ser concluído. Com o reforço, a barragem, construída na década de 50, dobrará sua segurança hidráulica, ou seja, a capacidade de suportar grandes cheias, além de permitir a ampliação de geração da Usina Hidrelétrica Ernestina, em Tio Hugo. A capacidade instalada atual, de 4,8 MW, poderá chegar a 12 MW.

“Ver uma obra dessa magnitude demonstra a preocupação de oferecer energia de sobra e de qualidade para o Rio Grande do Sul que está crescendo”, afirmou o secretário no local. O engenheiro da CEEE-GT responsável pela obra, Marcelo Frantz, esclarece que a nova barragem deixou de ter comportas: “no projeto final, as comportas foram substituídas por concreto. Com isso, o nível do reservatório, em períodos de cheia, ficará próximo ao que costumava ficar até a década de 90, ou seja, 1,5 metro mais alto, em média”. Ele complementa afirmando que a população não deve ser afetada, pois essa cota está dentro da propriedade da CEEE.

Pela manhã, na Interiorização, o governador Tarso Genro citou a conquista da CRC (Conta de Resultados a Compensar - créditos originários de uma ação vencida junto ao governo federal), que permitirá que o Grupo CEEE invista 2,3 bilhões em obras de infraestrutura energética na Geração, Transmissão e Distribuição. O assunto também foi lembrado na fala do secretário Beto Albuquerque, que destacou, ainda, que há uma mudança de paradigma nos investimentos. “Ontem, nós compramos uma parte do Parque Eólico de Osório. Estamos fazendo o inverso: colocando dinheiro público em investimentos privados”, afirmou, referindo-se à participação de 10% do Grupo CEEE no capital social da holding Elecnor, um investimento de R$ 81 milhões.

O Grupo CEEE possui outras três obras previstas para a região da Produção. Saiba quais são:

Adequação da SE Santa Marta

Benefíciados: 190.000 habitantes

Município: Passo Fundo

Previsão de Início: Fevereiro de 2013

Previsão de Conclusão: Julho de 2014

Investimento: R$ 10 milhões

 

Adequação da LT 138 kV Santa Marta - Passo Fundo 1

Benefíciados: 190.000 habitantes

Município: Passo Fundo

Previsão de Início: Fevereiro de 2013

Previsão de Conclusão: Julho de 2014

Investimento: R$ 800 mil

 

Aumento da capacidade da LT 138 kV UHE Passo Fundo - Erechim

Benefíciados: 190.000 habitantes

Município: Passo Fundo

Previsão de Início: Fevereiro de 2013

Previsão de Conclusão: Julho de 2014

Investimento: R$ 9 milhões

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres