Notícias

CEEE corta energia de prédio que furtava luz em Porto Alegre

Ação foi realizada nesta quarta-feira, 06 de agosto, em conjunto com a Polícia Civil.

Por admin / Publicado: 06/08/2014 Última modificação: 18/10/2019 16h28

Compartilhar

Uma ação conjunta da Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica (CEEE-D) com a Polícia Civil resultou na abertura de inquérito policial por desvio de energia elétrica do proprietário de um prédio localizado na rua Maranhão, bairro São Geraldo, na zona Norte de Porto Alegre. O proprietário do prédio, que era dono de uma oficina de compressores que funcionava no local, está sendo intimado a prestar depoimento. Os agentes da Delegacia de Polícia de Repressão aos Crimes contra o Patrimônio das Concessionárias e Serviços Delegados (DRCP) ouvirão ainda o filho dele, que também trabalhava no local, e os responsáveis pelos outros dois negócios instalados no prédio, uma distribuidora de gelo e água mineral e uma tornearia mecânica. O caso está sendo tratado como crime de furto qualificado.

 

Os técnicos da CEEE cortaram o ramal que era utilizado para desviar energia diretamente da rede da concessionária e lacraram a caixa de entrada. Segundo os cálculos iniciais, a dívida atualizada chega a R$ 40 mil. Ainda conforme a área de fiscalização da Empresa, na operação de hoje foi necessário o apoio da DRCP e do IGP (Instituto Geral de Perícias), uma vez que o estabelecimento já havia sido autuado pela Companhia em três ocasiões anteriores pelo mesmo fato - ligação direta - e, apesar da abertura de processo administrativo com cobrança dos débitos devidos, retornava à irregularidade. O consumo médio mensal dessa unidade consumidora, levando-se em consideração o segmento de atuação e a potênica de todos os aparelhos existentes, como câmaras frias, equipamentos de solda e outros maquinários, ficaria na faixa de 5200 kW/h (quilowatts-hora), o que geraria uma fatura mensal de aproximadamente R$ 2,3 mil.

Na última segunda-feira, 04, equipes da CEEE autuaram pelo mesmo fato - furto energia diretamente da rede da Companhia - uma academia de ginástica na rua Marechal Floriano, no centro de Porto Alegre. Essa instalação, que já possui processo judicial de cobrança por dívidas anteriores no valor de R$ 14,7 mil, terá, agora, um acréscimo na dívida com a Empresa de mais R$ 19,3 mil pela energia consumida e não faturada.

Somente no primeiro semestre deste ano, através do trabalho de fiscalização que inspecionou mais de 18 mil unidades consumidoras, a CEEE-D, que é responsável pela distribuição de energia elétrica a 72 municípios das Regiões Sul e Sudeste do Estado, incluindo a capital gaúcha, já recuperou aos cofres de Companhia mais de R$ 7,2 milhões.

O furto de energia é crime, previsto no Artigo 155 do Código Penal, com pena que pode variar de dois a oito anos de reclusão.

 

Imagens desta matéria  feitas por Fernando C. Vieira (Coordenadoria de Comunicação Social) estão disponíveis para download em http://www.flickr.com/photos/grupoceee, mediante citação da fonte.

 

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres