Notícias

CEEE dá acesso a internet para alunos de Candiota

Estudantes de duas escolas fazem parte do programa federal Um Computador por Aluno

Por admin / Publicado: 25/06/2010 Última modificação: 18/10/2019 16h27

Compartilhar

Mais de 500 pessoas, entre alunos e professores de Candiota, serão beneficiadas a partir desta segunda-feira, 28, com o programa Um Computador por Aluno (UCA). Pela primeira vez, os estudantes poderão acessar a rede mundial de computadores (internet) pela tecnologia PLC (Power Line Communication), viabilizada por um trabalho desenvolvido pelo Grupo CEEE. Assim, a transmissão de dados será feita por banda larga, com utilização da rede elétrica.

Para garantir a execução o projeto, a CEEE fez a interligação através da infraestrutura existente desde a sede em Porto Alegre até as duas escolas de Candiota. A viabilidade de conexão se deu pelo chamado enlace óptico, que é a comunicação entre um emissor e um receptor conectados por um cabo óptico, até a Usina Termelétrica Presidente Médici, em Candiota. A partir deste ponto foram construídos enlaces de rádios digitais da usina até as instituições, passando por uma torre de comunicação de propriedade da CEEE em frente à Prefeitura de Candiota.

Com a chegada do sinal até as escolas, o sistema foi interligado a um servidor e, após, distribuído até as salas de aula pela rede elétrica de baixa tensão – via PLC. Em cada sala de aula foi instalada uma estação AP (Access Point), que distribui o sinal até os computadores dos alunos.

Desta forma, os equipamentos podem ser apenas ligados à tomada, sem a necessidade de uma linha telefônica, nem de cabos de rede. A iniciativa permitirá, quando implantada em regiões distantes dos centros urbanos, que as populações de baixa renda e as comunidades de locais remotos, como é o caso das duas escolas de Candiota, tenham condições de acesso à Banda Larga. O evento que marcará a campanha acontecerá nas escolas Santa Izabel, do assentamento São Miguel, às 11h, e Neli Betemps, da localidade de João Emílio, no início da tarde.

Para o presidente do Grupo CEEE, Sérgio Camps de Morais, o trabalho demonstra a preocupação com os aspectos sociais que uma empresa pública deve ter. “Somos uma companhia pública e encaramos este projeto como um retorno dos recursos empregados em impostos à comunidade da melhor forma possível: garantindo educação em igualdade de condições dos jovens de comunidades distantes com aqueles que estudam em escolas da rede privada nas grandes cidades”, ressaltou.

 

O programa Um Computador por Aluno

O programa do governo federal prevê a inclusão dos computadores como um novo instrumento para o processo de aprendizagem. Além dos materiais tradicionais, como livros, cadernos e canetas, prevê a entrega de um notebook para cada aluno. Os equipamentos foram projetados para o uso pedagógico, possibilitando a capacitação futura deste aluno ao mercado de trabalho em condições iguais às dos estudantes oriundos do ensino privado.

 

Os parceiros

Os equipamentos PLC e Access Point foram doados por Panasonic e Procable e quem garantiu a infraestrutura para conexão dos computadores à rede de comunicação foi a CEEE, sob a liderança da Divisão de Telecomunicações. A Associação de Empresas Proprietários de Infraestrutura e Sistemas Privados de Telecomunicações (Aptel) foi chamada para coordenar o projeto.

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres