Notícias

CEEE Distribuição amplia os serviços de manutenção com redes energizadas para qualificar atendimento aos clientes

Nesta sexta-feira, 22, uma equipe de linha viva da Companhia substituiu as conexões da LT de 69 mil Volts em Porto Alegre.

Por admin / Publicado: 21/07/2016 Última modificação: 18/10/2019 16h28

Compartilhar

Equipes da Divisão de Manutenção da CEEE Distribuição e que executam trabalhos com a linha viva (energizada) realizaram hoje, em Porto Alegre, um serviço preventivo na Linha de Transmissão (LT) de 69 mil Volts que liga a Subestação Porto Alegre 6, no bairro Agronomia, às Subestações de Viamão e Águas Claras, na região Metropolitana da Capital.

O traballho incluiu a troca dos conectores da LT que foram substituídos após uma vistoria feita pelos técnicos com termovisor, aparelho que detecta falhas e pontos quentes na infraestrutura energética. Após esse diagnóstico, a área responsável programa a manutenção, evitando que o problema possa causar, em algum momento, uma interrupção no fornecimento de energia elétrica para clientes atendidos nesse trecho do sistema.

No trabalho dessa sexta-feira, como foi realizado com a rede energizada, foi possível manter o fornecimento de energia para 50 mil clientes dos municípios de Alvorada e Viamão durante todo o serviço da troca das conexões da linha, que durou 1h30.

Segundo o diretor de Distribuição do Grupo CEEE, Julio Hofer, esse tipo de trabalho com rede energizada vem sendo intensificado na Companhia e tem o objetivo qualificar o fornecimento de energia elétrica entregue aos clientes. “A empresa tem estrutura e pessoas treinadas para a execução dessa técnica, o que permite que serviços de expansão, manutenção e ligações sejam realizadas sem que os clientes e empresários tenham que interromper suas atividade ou seus processos de produção por falta de energia, diz”.

No trabalho de hoje, o técnico Pedro Lucio Silva da Silva, lembra as horas de treinamento necessárias para executar um serviço ao potencial, além dos cuidados prévios que são adotados desde a fase de planejamento da atividade até a execução do serviço (que ocorre a metros de altura) para que a equipe não ocorra nenhum risco. “Obviamente, precisamos ter de forma permanente a atenção máxima, mas como trabalhamos em dupla, um cuida e alerta ao outro”, diz, opinião compartilhada pelo colega da atividade de hoje, Régis Colório.

O chefe da Divisão de Manutenção da Companhia, Michelson Airton Rodrigues, destaca que, recentemente, as equipes da CEEE que atuam em Linha Viva em trabalhos nas tensões de 69 e 138 mil Volts excutaram projetos importantes de conexão de novas linhas e subestações ao sitema também sem necessidade de interromper o fornecimento. Ele cita os serviços realizados para a energização das subestações Rincão, em Porto Alegre; Águas Claras, em Viamão; Dom Feliciano, Morro Redondo, Pelotas 4 e Pelotas 5, na Região Sul, entre outros.

Imagens: Guga Marques e Fernando C. Vieira. Veja https://flic.kr/s/aHskApcjPQ

 

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres