Notícias

CEEE Distribuição ensina a evitar acidentes com energia elétrica

Palestras com alunos ocorrem na sede da Companhia, na capital.

Por admin / Publicado: 09/11/2009 Última modificação: 18/10/2019 16h26

Compartilhar

A Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica (CEEE D) desenvolve, nesta semana, uma programação especial para alunos de escolas das cidades da área de concessão da Companhia. As palestras educativas são realizadas por técnicos de segurança da empresa em escolas da região de Porto Alegre, Bagé, Camaquã, Osório, Pelotas e Rio Grande. Esta é uma das atividades da IV Semana Nacional da Segurança, trabalho coordenado pela Abradee (Associação Brasileira das Distribuidoras de Energia Elétrica), e realizado simultaneamente pela CEEE-D e outras 34 distribuidoras do País até domingo, 15 de novembro.

O foco da campanha de segurança está voltado para quatro das mais freqüentes causas de acidente com choque elétrico, segundo dados estatísticos das empresas do setor, que são movimentar andaimes e objetos metálicos nas proximidades das redes de energia, manipular condutores energizados para fazer ligações clandestinas, instalar antenas de TV perto da fiação elétrica e empinar pipas em locais inadequados.

Em Porto Alegre, as aulas estão acontecendo na sede da Companhia e são reforçadas por uma explicação detalhada do processo de energia elétrica junto a uma maquete didática, da geração, nas usinas, até a distribuição nas cidades. O gerente Regional Metropolitano, Jurandir Farias, fez a explanação e respondeu as dúvidas dos atentos ouvinte. Na sala de aula fora da escola, as crianças continuam ouvindo conselhos e relatam casos que presenciaram ou vivenciaram no dia-a-dia. Durante uma das palestras, a técnica de segurança, Josiana Pfingstag Souza, perguntou à turma de alunos da 5ª série da Escola Municipal de Ensino Fundamental Afonso Guerreiro Lima, localizada no bairro Lomba do Pinheiro, na capital, quem já havia levado choque, e vários alunos levantaram o braço e fizeram questão de explicar o problema que enfrentaram. Bruno Brasil foi um deles: “Tomei choque mexendo na televisão, cheguei a ficar com a antena grudada na minha mão”, diz.

Estatísticas ainda mostram números elevados

O exemplo de Porto Alegre é uma constante nas palestras também do interior e pode ser constado, em parte, pelos dados de um levantamento nacional, realizado nos últimos 08 anos (período 2001 a 2008), quando houve uma média anual de 953 pessoas acidentadas, sendo 329 fatais, 184 com lesões graves e 440 com lesões leves por acidentes com energia elétrica.

O sistema de informação da Abradee classifica os acidentes segundo 14 tipos de ocorrência. Em 2008, houve 292 acidentados no tipo de ocorrência chamada de construção ou manutenção predial, representando 31% do total geral. Aliás, a construção ou manutenção predial foi o tipo de ocorrência com o maior número de acidentados em todos os últimos oito anos. Cabe registrar outros três tipos de ocorrência que também apresentaram, em 2008, participação significativa no total de acidentados: instalar ou reparar antena de TV, com 25; soltar pipa ou papagaio, com 25; ligação clandestina (furto de energia), com 87 acidentados. Estes quatro tipos de ocorrência totalizaram 429 acidentados em 2008, representando 45% do total geral, sendo que em três deles houve redução do número de mortes de 2007 para 2008: ligação clandestina de 52 para 45; instalar antena de TV de 15 para 10 e soltar pipa de 9 para 7. O destaque negativo foi a construção ou manutenção predial que registrou um aumento do número de mortes: de 73 em 2007 para 95 em 2008.

A professora Mara Lúcia Correa, que acompanhou as turmas até à CEEE, considera positiva a ação da CEEE-D de oferecer este trabalho às escolas na própria sede da Companhia. “Regularmente trabalhamos com os alunos sobre assuntos importantes, entre eles segurança e economia de energia, mas quando a empresa que trabalha com esse serviço abre as portas da empresa para recebê-los, o resultado é mais expressivo e efetivo”, conta Maria Lúcia, que garante que dará continuidade ao que foi ensinado pelos técnicos em sala de aula.

Escolas que tenham interesse em participar desse projeto ainda podem entrar em contato com a Assessoria de Comunicação Social da empresa e solicitar uma palestra específica, pelo telefone (51) 3382.4535, ou pelo e-mail comunicsocial@ceee.com.br.

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres