Notícias

CEEE divulga obras que integram financiamento do BID

Empréstimo de até US$ 131 milhões será utilizado para melhorar fornecimento de distribuição de energia elétrica no RS.

Por admin / Publicado: 16/02/2012 Última modificação: 18/10/2019 16h27

Compartilhar

O  Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) anunciou, no início da noite de ontem, 16 de fevereiro, a aprovação de um empréstimo de até US$ 131 milhões para a Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica (CEEE-D), recursos que serão destinados a investimentos na melhoria no sistema energético no Rio Grande do Sul. Nesse empréstimo do BID, o Estado do RS, através da CEEE-D, deve aportar mais US$ 87 milhões ao projeto, elevando o investimento total no programa Pró-Energia RS para US$ 218 milhões. Para a assinatura do contrato entre a empresa e o BID é necessário, ainda, a autorização do Senado Federal.

Os recursos do BID servirão para expandir e modernizar o sistema de distribuição de energia na área de concessão da CEEE-D, integrada por 72 municípios das regiões Sul e Sudeste do Estado, incluindo a capital gaúcha e área metropolitana. Esses investimentos incluem construção e expansão de subestações, modernização dos equipamentos usados nessas SEs e construção e expansão de linhas de transmissão. Eles foram planejados para atendimento ao cresimento do mercado gaúcho e a realização de grandes eventos na região (como os jogos da Copa do Mundo de 2014). No projeto, está previsto, também, a implementação de um sistema de tecnologia da informação para gerenciamento de negócios. O empréstimo tem prazo de 24 anos.

As contragarantias do Pró-Energia, necessárias a liberação de empréstimos pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) para a CEEE Distribuição, esta ainda com negociação em andamento pela Companhia, constam na Lei, aprovada por unanimidade pela Assembleia Legislativa, dia 27 de setembro de 2011, e sancionada pelo governador Tarso Genro em outubro do mesmo ano.

Segundo o presidente do Grupo CEEE, Sérgio Souza Dias, o anúncio do BID é a concretização de mais um passo em um plano maior de recuperação financeira da Companhia e reverte um quadro recente de falta de investimentos. “Esses recursos visam a realização de um conjunto de obras importantes para melhorar a prestação de serviços e o abastecimento de energia para a população gaúcha, atendendo, também, a demanda extra de um evento de porte como a Copa do Mundo”, avaliou.

Entre os trabalhos a serem executados, até o final de 2013, e que terão impacto direto na cidade de Porto Alegre, maior mercado da CEEE – com 560 mil clientes diretos - estão a Subestação Menino Deus, que abastecerá o Estádio Beira-Rio, com investimento previsto em R$ 22,4 milhões; a Subestação Aeroporto, que abastecerá a Zona Norte de Porto Alegre e tem recursos  da ordem de R$ 13,8 milhões; e a Subestação Porto Alegre 7, que atenderá a região central da Capital e tem custo previsto de R$ 32,7 milhões.

Abaixo, segue um resumo das obras que deverão ser executadas a partir dos recursos liberados para o Pró-Energia RS:

 

INVESTIMENTOS EM ALTA TENSÃO DE DISTRIBUIÇÃO

Instalação de 14 novas subestações, 69/13,8 kV (quilovolts), com capacidade de transformação individual de 25 a 50 MVA, sete das quais na área metropolitana de Porto Alegre.

Ampliação ou adequação de outras 10 subestações do sistema de distribuição de energia.

Instalação de 19 linhas na tensão de 69 kV para atender o crescimento da demanda, fundamentalmente na área metropolitana de Porto Alegre, onde estão localizadas 10 destas linhas.

MODERNIZAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS EM ALTA TENSÃO DE DISTRIBUÇÃO

Substituição de 136 disjuntores em Subestações e 37 religadores nas redes de distribuição de energia, com a finalidade de reduzir os tempos de manobra e resposta aos eventos de perturbação da rede elétrica.

Substituição de 142 transformadores de corrente instalados, com tensão entre 15 e 145 kV.

Substituição de 170 transformadores de potencia instalados, com tensão entre 15 e 145 kV.  

Instalação de 20 sistemas de telecomando e supervisão em subestações do sistema de alta tensão de distribuição, para melhorar a confiabilidade e reduzir os tempos de manobra e resposta.

ATUALIZAÇÃO DO CONTROLE EM MEDIA TENSÃO DE DISTRIBUÇÃO

Instalação de 80 religadores automáticos, para melhorar o tempo de resposta no caso de  problemas no sistema elétrico.

Instalação de 240 chaves automáticas tripolares, com o objetivo de obter uma melhoria na manobra de carga do sistema elétrico.

Instalação de 70 bancos de capacitores automáticos, com a finalidade de melhorar a qualidade do sistema elétrico.

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres