Notícias

CEEE e Polícia Civil fazem autuação por fraude de energia em Porto Alegre

Ação nos bairros Santana e Restinga busca recuperar aproximadamente R$ 80 mil em energia não faturada

Por admin / Publicado: 16/01/2013 Última modificação: 18/10/2019 16h28

Compartilhar

Técnicos da Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica (CEEE-D) e agentes da Delegacia de Polícia de Repressão aos Crimes contra o Patrimônio das Concessionárias e Serviços Delegados (DRCP) e do Instituto Geral de Perícias (IGP) da Polícia Civil realizaram, nesta quinta-feira (17), uma ação conjunta que resultou na descoberta de fraude de energia elétrica em três endereços da Capital. A operação incluiu uma oficina automotiva no bairro Santana, uma boate e uma residência no bairro Restinga. No total, a operação que envolveu abertura de inquérito policial e processo administrativo objetiva recuperar valores na ordem de aproximadamente R$ 80 mil em energia não faturada.

O primeiro estabelecimento autuado foi a oficina Chinês Estética e Pintura Automotiva, localizada na avenida Ipiranga e com a entrada de energia pela rua Livramento, no bairro Santana. No local, foi detectado utilização de energia de forma direta da rede da CEEE. A instalação já havia sido autuada pelo mesmo crime, em 2012, quando foi verificado um consumo de energia não registrado, que aliado a este novo desvio totaliza uma dívida de aproximadamente R$ 21 mil. Os técnicos retiraram novamente o ramal instalado, de forma direta e fraudulenta na rede da CEEE, e o proprietário foi intimado a prestar depoimento na sede da DRCP.

A operação analisou, ainda, as instalações em uma boate e bar na avenida Edgar Pires de Castro e em um cliente residencial no beco João Paulo Coelho, onde foi contatada manipulação do medidor e ligação de refletores diretamente da rede da CEEE para iluminação de uma área onde ocorrem rodeios. Nessas duas instalações, o valor da energia não faturada é da ordem de R$ 61 mil.

Conforme relatório da CEEE, com o trabalho feito no local e na avaliação do histórico de consumo das unidades pelas equipes de fiscalização houve, em 2012, o ingresso de R$ 13,5 milhões aos cofres da empresa. Através da Central de Teleatendimento (0800.721.2333), site (www.ceee.com.br) e Agências, a CEEE recebe denúncias de irregularidade na medição.

Somente na Capital e municípios vizinhos, o Departamento de Fiscalização da Gerência Regional Metropolitana da CEEE efetuou, no ano passado, 14,7 mil fiscalizações, sendo que em 6,6 mil haviam irregularidades. Nessa mesma região,  no ano passado, foram verificadas 2.683 irregularidades por manipulação no medidor de energia. Incluindo também as regionais da CEEE do Interior, o total de inspeções e perícias técnicas em equipamentos chegou a 44,6 mil.

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres