Notícias

CEEE e Shopping Iguatemi colocam em operação nova subestação de energia em Porto Alegre

Empreendimento atende infraestrutura do Shopping e mais 90 mil clientes de bairros da zona Norte de Porto Alegre

Por admin / Publicado: 22/01/2016 Última modificação: 18/10/2019 16h28

Compartilhar

A CEEE Distribuição e o Shopping Iguatemi colocaram em operação na madrugada da última terça-feira (20) a nova subestação de energia Iguatemi (SE IGT) em Porto Alegre. A unidade que utiliza tecnologia GIS (abreviatura em inglês de Gas Insulated Switchgear) - que significa que ela é isolada a gás SF6 - está instalada numa área fechada do Shopping, na Avenida João Wallig, na zona Norte da Capital.

O empreendimento compartilhado foi projetado e construído para abrigar dois transformadores de 20 MVA (megavolts-ampères) de potência e é operada pela CEEE Distribuição. Nesta etapa do empreendimento, apenas um transformador foi ligado, mas já há espaço e instalações preparadas para a ligação do segundo equipamento e consequente expansão do mercado.

Segundo o diretor de Distribuição do Grupo CEEE, Júlio Hofer, a subestação Iguatemi utiliza o que há de mais moderno em termos de tecnologia e beneficia diretamente 90 mil clientes da CEEE de bairros da zona Norte da Capital, entre eles Chácara das Pedras, Cristo Redentor, São João, Vila Ipiranga e Passo da Areia, entre outros, além de garantir a infraestrutura de energia necessária para atender ao Shopping. “Estamos em fase de crescimento. Com a inauguração da Expansão do Iguatemi Porto Alegre, em abril deste ano, precisamos garantir a melhor infraestrutura a todos os lojistas e clientes”, acrescenta Nailê Santos, gerente geral do Iguatemi Porto Alegre, que informa que o investimento nesse projeto foi de R$ 20 milhões.

 

 Tecnologia de Ponta

 

A Subestação Iguatemi é a terceira da Capital a utilizar tecnologia de ponta que é isolada a gás, o que reduz em 10 vezes o espaço necessário para a sua implantação, sendo que a última que entrou em operação foi a Menino Deus, instalada na Avenida Padre Cacique. Considerando a potência da unidade Iguatemi, a sala onde foram montados os módulos a GIS tem 9 X 11 metros. Em uma unidade convencional e aberta, esse espaço precisaria ser de 40 X 60 metros.

Na lista dos benefícios, além da compactação de espaço, esses empreendimentos possuem baixa manutenção, facilidade e segurança de operação, e por estar instalada dentro de um prédio, praticamente não apresentam interferências acústicas, eletro-magnéticas e visuais. 

Inicialmente, o abastecimento à subestação Iguatemi é feito através de uma linha de transmissão aérea da CEEE - de 69 kV (Quilovolts) - derivada da Linha de Transmissão que liga as subestações Porto Alegre 8 e Zaffari 1, ambas instaladas na zona Norte. Na configuração energética final, ela será alimentada por duas linhas de transmissão em 69 kV (quilovolts), subterrâneas em anel, que têm como fontes a Subestação Jardim Botânico (em construção) e a futura Subestação Porto Alegre 1, ambas fontes na tensão de 230/69kV.

 

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres