Notícias

CEEE está finalizando o trabalho de conserto dos estragos nas redes de energia

As equipes trabalham ininterruptamente desde o último sábado.

Por admin / Publicado: 05/05/2008 Última modificação: 18/10/2019 16h25

Compartilhar
Os técnicos da Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica estão finalizando os trabalhos de recuperação dos estragos causados pelo ciclone extratropical que abalou o Estado, na madrugada de sábado passado (3). Os locais que exigiram maior tempo de serviço das cerca de 100 equipes que permaneceram nas ruas ininterruptamente recompondo o sistema elétrico desde o início da ocorrência, quando 200 mil consumidores ficaram sem energia elétrica, foram a região metropolitana de Porto Alegre, nas cidades de Alvorada, Guaíba e Viamão e o litoral Norte.
Até às 20 horas desta terça-feira (6), 90% das solicitações feitas pelos clientes à CEEE já haviam sido solucionadas. Entre os principais serviços realizados, aparecem a reposição de redes de alta e baixa tensão, ramais de serviços e a reinstalação de 226 postes quebrados e de 52 transformadores queimados.
Em Porto Alegre, a zona sul foi a que apresentou os maiores problemas, sendo que um terço dos serviços (aproximadamente mil notas), foram geradas por causas vegetais. O telefone da Central de Teleatendimento da Companhia 08007212333 recebeu, de sábado até às 16 horas desta terça-feira (6), mais de 58 mil ligações de clientes.
No Litoral Norte, os maiores problemas concentraram-se em Tramandaí, Imbé, Balneário Pinhal, Cidreira e nas áreas rurais dos municípios da região, que ficaram isoladas por causa da elevação das águas dos rios, não conseguindo, sequer, contato com a Companhia. Somente a partir de hoje é que essas informações chegaram à CEEE, possibilitando que as equipes pudessem iniciar o conserto dos estragos. Nessas regiões, as redes possuem longas extensões e estão localizadas em áreas abertas ou próximas de matagais. Hoje, também, com a baixa dos níveis dos rios, que compõem o estuário do Guaíba, é que os técnicos conseguiram chegar às ilhas que cercam a capital, podendo, desta forma, restabelecer um alimentador de energia que abastece cerca de 600 residências. O trabalho, em local de difícil acesso, exigiu a reposição de 10 postes e demandou 10 horas de duas equipes pesadas da empresas, composta por 12 eletricistas.
Segundo o último levantamento dos técnicos da empresa, restam ainda cerca de 950 atendimentos, sendo 640 em pontos isolados de Porto Alegre, Alvorada, Guaíba e Viamão e o restante no litoral, especialmente, em Tramandaí e Balneário Pinhal e nas zonas rurais de Caraá, Itati, Maquiné, Três Cachoeiras e Palmares do Sul.
O diretor de Distribuição do Grupo CEEE, Rogério Sele da Silva, explicou que constituiu um grupo de trabalho, formado por técnicos de diversas áreas para avaliar o resultado deste evento. Ele reitera que a CEEE não mediu esforços para adotar todas as medidas necessárias e agilizar o atendimento, entre elas a composição de mais equipes e a contratação de outras no mercado. “Mesmo com o planejamento feito, a partir dos alertas meteorológicos, devemos, em uma próxima situação extraordinária como esta, melhorar, o que será muito benéfico para a Companhia e, especialmente, para os clientes”, acrescentou Rogério Sele, citando “que mesmo em situações difíceis, como o acúmulo de ligações para a Central de Teleatendimento, que no período das 18h às 19h de sábado, recebeu cerca de 90 mil acessos, podemos melhorar”.

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres