Notícias

CEEE executou mais de 1600 serviços por causa do temporal

Os estragos atingiram a capital e região metropolitana.

Por admin / Publicado: 14/01/2008 Última modificação: 18/10/2019 16h25

Compartilhar

A Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica (CEEE D) atendeu, desde o início do temporal da última sexta-feira (11), para a execução de aproximadamente 1600 serviços nas ruas de Porto Alegre e região metropolitana. Desse total, 1.150 trabalhos foram causados pela queda de árvores ou galhos sobre as redes que abastecem aos consumidores da capital, Alvorada, Eldorado do Sul e Viamão, cidades da área de concessão da empresa e bastante afetadas pela tempestade. Segundo o presidente do Grupo CEEE, Delson Luiz Martini, "120 solicitações exigiram equipes de manutenção pesada, composta entre cinco e sete eletricistas, caminhão e equipamentos especiais. Doze turmas fizeram a substituição de 29 transformadores queimados e 23 postes quebrados desde o início da ocorrência. Além disso, outras 40, com dois eletricistas e uma camionete, recuperavam os estragos mais simples que provocaram estragos, indistintamente, em todas as regiões de Porto Alegre e cidades atendidas pela CEEE Distribuição na área metropolitana".

Na segunda-feira (14), o presidente do Grupo CEEE, Delson Martini, e o diretor de Distribuição, Rogério Sele da Silva, fizeram uma reunião com a área operacional e de atendimento da empresa para avaliar o trabalho executado pela Companhia nas últimas 72 horas, em função do temporal que deixou, inicialmente, mais de cem mil unidades consumidoras sem energia elétrica e que provocaram o acesso de mais de 75 mil pessoas ao telefone 0800.721.2333. Durante todo o dia, os eletricistas continuaram o trabalho nas ruas. Até às 18 horas, foram realizados mais de 200 consertos em pontos isolados de Porto Alegre. As maiores solicitações estavam nos bairros Restinga, Aberto dos Morros e Ipanema, na zona sul, além de Alvorada e Viamão.

Os técnicos da CEEE D consideraram esse uma das mais mais graves ocorrências dos últimos 12 anos. Para se ter uma idéia da proporção do problema, logo após o pico das chuvas e dos ventos – por volta das 8 horas do dia 11 e que atingiram rajadas superiores a 92 quilômetros por hora em algumas partes da cidade - 35 alimentadores (redes de energia que abastecem um ou mais bairros da cidade) foram desativados, deixando sem luz um quarto da população de Porto Alegre por pelo menos uma hora. A capital gaúcha possui cerca de 530 mil consumidores.

Foto: Fernando César Vieira - ACS/Grupo CEEE

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres