Notícias

CEEE finaliza regularização da energia em loteamento no bairro Humaitá, zona Norte de Porto Alegre

Mutirão para retirada das redes clandestinas ocorreu nesta quarta-feira

Por admin / Publicado: 25/03/2014 Última modificação: 18/10/2019 16h28

Compartilhar

Equipes da CEEE Distribuição realizaram um mutirão nesta quarta-feira, 26, para retirada da rede clandestina junto à Vila Operária A. J. Renner, na zona Norte de Porto Alegre. Na ocasião, foi realizado também o deslocamento de ramais de unidades consumidoras da rede antiga para a rede nova, construída em 2013 em conjunto com o Departamento Municipal de Habitação (Demhab). O trabalho da regularização da energia elétrica nesta localidade iniciou por meio de um convênio entre a CEEE e o Demhab, no qual a Companhia, através do Programa Energia Legal, forneceu o material da entrada de energia e o Demhab, a mão de obra para instalação dos kits monofásicos.

Ao todo, foram regularizadas, nessa comunidade, 231 unidades consumidoras residenciais. Os clientes residenciais monofásicos passaram a receber, por um período de seis meses, a conta educativa. Por ela, as pessoas pagam a taxa mínima de energia, mas recebem um documento mostrando quanto seria o valor real, a fim de que possam entender a importância de se utilizar racionalmente a energia elétrica. Esse valor mínimo equivale hoje a R$ 11,00.

Pelo acordo feito, o Demhab instalou no loteamento 123 kits padrão de entrada monofásicos e a CEEE faz a cobrança em 24 vezes na conta de energia elétrica. Nessa modalidade, os clientes que pagam as 12 primeiras parcelas recebem um abono das 12 últimas prestações. Segundo a Divisão de Medição e Proteção da Receita da CEEE, até o momento, nesta comunidade, foram emitidas 1.001 contas de energia elétrica, que resultaram em uma arrecadação de R$ 88 mil.

Novas Regularizações

Antes do trabalho realizado hoje, a CEEE e a Associação Vila Operária A. J. Renner fizeram encontros com os moradores, explicando a retirada da rede clandestina e fornecendo novas orientações para quem ainda não havia regularizado a unidade consumidora. Segundo o presidente da Associação, Itamar da Silva Guedes, que comemora o final desta etapa do projeto, “a ação desta quarta-feira foi informada há um mês para que nenhum morador ficasse sem o fornecimento regular da energia”. Ele adianta que já está negociando com a Prefeitura de Porto Alegre novas regularizações de áreas nessa região da cidade, que poderão ser incluídas em nova etapa do Programa Energia Legal.

Desde que foi lançado, em 2012, o Programa Energia Legal já regularizou a energia elétrica para 4,2 mil famílias em Porto Alegre. A iniciativa visa oferecer energia de melhor qualidade e diminuir as perdas comerciais geradas pelas ligações clandestinas. Com as ações executadas nesse período, houve a emissão de 36 mil faturas, o que corresponde a R$ 2,6 milhões de faturamento e arrecadação de R$ 2,1 milhões.

 

Confira em http://www.flickr.com/photos/grupoceee as imagens dessa ação e outras fotos do Grupo CEEE, feitas por Fernando C. Vieira

 

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres