Notícias

CEEE-GT vai construir, em consórcio, nova Linha de Transmissão em Porto Alegre

Obra, com 11 quilômetros, é subterrânea e será uma alternativa de atendimento à região central da capital.

Por admin / Publicado: 08/05/2009 Última modificação: 18/10/2019 16h26

Compartilhar

O consórcio formado entre a Companhia Estadual de Geração e Transmissão de Energia Elétrica (CEEE-GT) e Procable Energia e Telecomunicações S/A venceu o leilão do primeiro lote de Linha de Transmissão (LT) colocado em licitação pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) na última sexta-feira (08), no Rio de Janeiro, e irá construir a LT Porto Alegre 9 – Porto Alegre 4, em circuito simples, na tensão de 230 mil Volts. Com investimentos de aproximadamente R$ 50 milhões, o empreendimento, com previsão de conclusão para 20 meses, estima gerar 460 empregos diretos no período.

A obra do sistema de transmissão do Rio Grande do Sul, com participação da empresa do Grupo CEEE, é subterrânea e tem uma extensão de 11 quilômetros. Entre os benefícios dessa linha, destaca-se a melhoria no atendimento da região metropolitana de Porto Alegre, com diminuição no risco de cortes de carga na ocorrência de contingências no sistema elétrico. Na prática, através dessa LT, os consumidores de energia elétrica da área central de Porto Alegre passam a receber energia de duas fontes de alimentação, uma que vem das Subestações Gravataí 2 – Porto Alegre 6, até a Subestação Porto Alegre 4, instalada nas esquinas da Avenida Ipiranga com Praia de Belas, e outra que parte da Subestação Porto Alegre 9, localizada na zona norte de Porto Alegre.

O presidente do Grupo CEEE, Sérgio Camps de Morais, informou que é a primeira vez que a empresa participa de um leilão dessa natureza. Ele destaca o papel estratégico desse investimento para o Rio Grande do Sul e especialmente para a capital gaúcha, uma vez que a nova linha irá proporcionar uma alternativa importante de atendimento ao centro de Porto Alegre. Além disso, Camps salienta a inovação dessa linha, construída de forma subterrânea, usando uma tecnologia mais avançada e fundamental ao futuro das grandes cidades. “Estamos absorvendo essa tecnologia e também oferecendo mais confiabilidade e segurança ao sistema elétrico do Estado”, acrescentou.

No leilão, o Rio Grande do Sul foi beneficiado em um segundo lote, que teve como vencedor o consórcio portugês CME – Construção e Manutenção Electromecânica S/A e irá executar três novos trechos de linhas de transmissão e uma subestação no Estado, reforçando o sistema das regiões metropolitanas de Caxias do Sul e de Porto Alegre. O diretor de Transmissão do Grupo CEEE, José Francisco Pereira Braga, diz que a CEEE-GT estará atuando muito próxima da CME, uma vez que essas obras são importantes e farão conexão com unidades do sistema operadas pela Companhia. A CEEE-GT detém a concessão em todo Rio Grande do Sul, contando com sete mil MVA (Megavolt ampère) de potência instaladas em 60 subestações e seis mil quilômetros de linhas, sustentadas por mais de 15 mil estruturas.

Conforme divulgação da Aneel, todas as concessões de 19 linhas e nove subestações ofertadas foram arrematadas por empresas e consórcios do Brasil. Em doze lotes ofertados, seis foram arrematados por consórcios e outros seis por empresas isoladas. As Centrais Elétricas do Norte do Brasil S/A (Eletronorte) e a Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista (CTEEP) arremataram os três maiores lotes do certame (C, D e E). A CTEEP, individualmente, levou também o lote I. O consórcio Porto Velho - Jauru (Eletronorte – 49%, Abengoa – 25,5% e CTEEP 25,5%) venceu o terceiro circuito da interligação Acre-Rondônia-Mato Grosso que, em conjunto com os dois primeiros trechos, conclui a interligação daquele sistema isolado ao Sistema Interligado Nacional (SIN).

 

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres