Notícias

CEEE instala torre de medição eólica em Rio Grande

Estrutura está sendo montada na localidade de Povo Novo e deve recolher dados por três anos

Por admin / Publicado: 12/10/2011 Última modificação: 18/10/2019 16h27

Compartilhar

A CEEE conclui sexta-feira, 14, a montagem de uma torre de medição eólica na localidade de Povo Novo, em Rio Grande. A estrutura, de 100 metros de altura (equivalente a um prédio de 30 andares) e duas toneladas, abrigará equipamentos para medir a direção e a velocidade do vento, temperatura, pressão e umidade do ar. Os dados serão coletados nos próximos três anos e servirão de base para o projeto de um futuro parque eólico na região que, segundo o diretor de Geração da Companhia, Ronaldo Vieira, deve estar pronto para entrar nos leilões de energia de 2014. “Nossa expectativa é de que ele possa começar a operar entre 2016 e 2017”, afirma Vieira.

O local foi escolhido a partir de estudos desenvolvidos entre 2009 e 2010, que o classificam como ideal para a instalação do empreendimento, devido a velocidade média dos ventos na região. Também foram levadas em consideração facilidades como a proximidade da rede de transmissão, a disponibilidade de terras e a inexistência de impedimentos ambientais.

Com início na sexta-feira, 07, a montagem da estrutura foi concluída ontem, 11. Os 16 módulos de seis metros têm pintura branca e laranja, que funcionam como sinalização para aeronaves e luzes no topo e a 45 metros de altura, além de contar com a proteção de um para-raios. A estabilidade da torre, uma única coluna vertical com formato triangular de apenas 38 centímetros de lado, é garantida por dois quilômetros de cabos de aço (estais) presos ao solo através de âncoras fixadas em blocos de concreto que chegam a 2,3 metros de profundidade.

Os equipamentos de medição – anemômetros (velocidade do vento), windvanes (direção do vento), barômetro (pressão atmosférica), higrômetro (umidade do ar) e termômetro – devem ser instalados até sexta-feira, 14, quando já começam a coletar os dados. Este processo será certificado conforme orientação da Empresa de Pesquisa Energéticas (EPE) e da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Alimentados com energia solar, os sensores enviarão as informações diariamente, via sinal de celular, para a CEEE.

O investimento da CEEE na estrutura, nos equipamentos e em sua manutenção nos próximos três anos é estimado em R$ 225 mil. Mais três torres devem ser instaladas em outras regiões do Estado: uma em Campos Borges e as outras em locais a serem definidos. A expectativa da Companhia é que o futuro parque eólico em Rio Grande tenha capacidade próxima de 100 MW (megawatts). O parque de Osório, o primeiro implantado no Rio Grande do Sul, tem, atualmente, potência instalada de 150 MW. A CEEE deverá ter participação de 27% em sua ampliação, que pode chegar a 300 MW. Além destes empreendimentos eólicos, a Companhia Estadual de Geração e Transmissão de Energia Elétrica possui 15 hidrelétricas – com potência de 910 MW –, além de participação em outras nove no Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres