Notícias

CEEE já prepara Rodeio Estadual de Eletricistas

Sábado, 20 de junho, foi realizada, no litoral norte, a última classificatória regional

Por admin / Publicado: 20/06/2009 Última modificação: 18/10/2019 16h26

Compartilhar

O Grupo CEEE realizou neste final de semana, em Tramandaí, a terceira e última etapa regional do 2º Rodeio de Eletricistas da CEEE, evento que busca valorizar os princípios da segurança do trabalho e integrar o corpo funcional da Companhia. Com o anúncio das três equipes classificadas na regional Norte - Serramar, Santo Antônio e Salitre - no sábado (20), inicia, agora, a preparação da fase estadual, marcada para outubro, em Porto Alegre, com a participação de 14 equipes, sendo seis da Região Metropolitana, cinco da Centro Sul e Campanha e três do Litoral Norte. O Rodeio dos Eletricistas é uma programação que está alinhada às ações da Política de Segurança do Grupo CEEE na área de Distribuição da empresa, onde foram investidos, somente no último ano, R$ 14 milhões na aquisição de EPIs (Equipamento de Proteção Individual), EPCs (Equipamento de Proteção Coletiva (EPCs) e ferramental. Segundo o diretor de Distribuição, Rogério Sele da Silva, neste ano, será aplicado mais R$ 1 milhão em programas de treinamento voltados para intensificar a preparação desse segmento de profissionais, formado, hoje, por 785 pessoas que atuam nos 72 municípios atendidos pela CEEE Distribuição no Rio Grande do Sul, que possui um mercado formado por 1,42 milhão de consumidores.

Rogério Sele da Silva informa que com a regionalização da atividade nesta edição foi possível ampliar junto à comunidade o conhecimento sobre as atividades realizadas pelos eletricistas diariamente, muitas vezes de maneira silenciosa. “Normalmente, as pessoas não percebem – e até nem sabem - a complexidade que existe por trás de um simples ato rotineiro de ligar um interruptor de luz e que envolve uma série de equipamentos e o trabalho de diversas pessoas que precisam estar muito bem preparadas sempre”, destacou, reforçando que, além do foco principal na segurança, o rodeio tem o propósito de reforçar outros dois objetivos importantes, que são a padronização e melhoria de procedimentos para uma atuação mais rápida e segura no restabelecimento da energia, e a integração e motivação das equipes.

Nessa competição diferenciada são implantadas técnicas de trabalho e testadas novas ferramentas e equipamentos, que priorizam a segurança pessoal e a qualidade de vida dos empregados, contribuindo para a redução de acidentes do trabalho. No rodeio, ao invés de peões e cavalos, os eletricistas sobem em postes e precisam demonstrar habilidades na realização de seis tarefas cotidianas, desenvolvidas entre 5 e 15 minutos cada uma. As provas incluem Troca de Chave Fusível, Uso de Bastões de Manobra e Destreza em Equipar-se de EPI com os olhos vendados, entre outras. Cada grupo recebe o incentivo de um padrinho e todos são observados – e avaliados – por uma turma de juízes, formada por supervisores e técnicos de segurança. Contam pontos na classificação o tempo e, principalmente, os cuidados adotados permanentemente com a segurança e a utilização correta dos Equipamentos de Proteção Individual. Na abertura, os participantes simulam a chegada de uma equipe ao local do serviço e, no encerramento, retiram a delimitação e sinalização da área de trabalho.

Na fase estadual, em outubro na arena montada na sede da empresa em Porto Alegre, as 14 equipes, compostas por 70 eletricistas no total, repetem as mesmas seis tarefas e os quinze eletricistas melhor pontuados passam para outra fase do Programa. Eles iniciam uma preparação especial, desenvolvida com o apoio da área administrativa e de treinamento da empresa, que, entre outros objetivos, servirá, também, para definir as duas equipes que representarão a Companhia no Rodeio Nacional, que ocorre em paralelo ao Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica, em agosto do próximo ano na capital paulista. O treinamento terá uma carga horária de 244 horas, distribuída em 11 módulos de 24 horas cada um. Junto com a preparação técnica, serão transmitidas noções sobre nutrição e saúde. Haverá uma disciplina específica de apoio psicológico para equipes de competição, apresentação de regras que devem ser executadas com agilidade e segurança, atividades práticas monitoradas e simulação de rodeio. Outro módulo dedica-se a avaliação física e clínica, no início e no final do treinamento, com acompanhamento psicológico e nutricional. O programa será desenvolvido de novembro de 2009 a julho de 2010. 

O rodeio de eletricistas teve origem nos Estados Unidos em 1990 e, no Brasil, foi implantado pela Cemig (Companhia Energética de Minas Gerais), em 2002, e agregado ao XVII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica (Sendi), evento que acontece a cada dois anos e reúne as empresas de distribuição de energia de todo o país. Na CEEE, o primeiro rodeio ocorreu em 2006, de forma centralizada em Porto Alegre, e mobilizou aproximadamente 500 pessoas. Neste ano, considerando somente as três etapas regionais, o público participante das atividades realizadas em Porto Alegre, Pelotas e Tramandaí já é superior a mil pessoas.

 

 

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres