Notícias

CEEE realizará varredura aérea em redes de transmissão

Companhia desenvolve programas de conscientização para evitar ocupações das faixas de domínio sob as linhas.

Por admin / Publicado: 13/08/2007 Última modificação: 18/10/2019 16h25

Compartilhar

A CEEE-Geração e Transmissão (CEEE-GT), empresa do Grupo CEEE responsável pela transmissão de energia no estado do Rio Grande do Sul, iniciará, no próximo mês, um programa de inspeção e manutenção de suas principais linhas de transmissão e subtransmissão existentes no Estado. O objetivo é preparar adequadamente essas linhas para os meses de verão, período em que ocorrem maiores aumentos de carga e, assim, reduzir riscos de acidentes ocasionados por eventuais rupturas dos cabos de alta tensão.

Dentre as diversas formas de execução da inspeção e manutenção preventiva, a CEEE-GT, como as demais empresas do setor elétrico brasileiro e mundial, se utilizará de inspeção aérea em larga escala, feita através de helicóptero locado para esta finalidade, com o intuito de verificar as condições físicas dos componentes dessas linhas. O método, utilizado há cinco anos pela CEEE-GT, tem se mostrado eficiente, ágil e de baixo custo, uma vez que, em função da rapidez, a mão de obra reduz-se drasticamente, compensando os gastos com o aparelho. No Rio Grande do Sul, é feito o rastreamento de cerca de 4.500 quilômetros de linhas de transmissão, apoiadas por torres com 30 a 35 metros de altura, que estão sob responsabilidade da empresa.

A CEEE-GT utiliza, em suas linhas de transmissão, os chamados isoladores poliméricos, de grande importância para áreas de risco, como regiões de incidência de vandalismos, ou em locais de difícil acesso, em função de seu alto grau de resistência em relação ao isolador tradicional. Recentemente, a ruptura de um isolador polimérico na linha, de 230kV, que conecta as subestações PAL6, no bairro Agronomia, à PAL13, no bairro Nonoai, deixou diversos bairros da zona sul da cidade sem energia. O ocorrido acabou gerando uma minuciosa inspeção em todas as 6.100 peças existentes nas redes de transmissão que cobrem o Estado, quando foram detectados problemas em 196 delas. Outra atividade muito usual na varredura aérea é a utilização do termovisor, equipamento que detecta, através do calor, superaquecimento de conecções, extremamente importante na prevenção de problemas e incidentes que possam envolver as subestações e as redes como um todo. Para a realização dos trabalhos, a CEEE procederá a contratação de um helicóptero através de licitação.

Hortas comunitárias nas faixas de domínio

Uma das grandes preocupações das empresas de energia elétrica são as invasões de áreas irregulares, que, próximo às grandes cidades, levam centenas de famílias a ocuparem as faixas de domínio existentes sob as linhas de transmissão de energia elétrica, acarretando em riscos de acidentes. Preocupado com essas invasões, a CEEE, desenvolve trabalhos de conscientização junto à população, para que se evite a ocupação irregular desses terrenos. Em Cachoeirinha, por exemplo, em parceria com a Prefeitura local, a Companhia possui 33 famílias cadastradas no "Projeto Semear", liberando as faixas de domínio para o plantio de hortas comunitárias. São 11 hectares localizados na Granja Esperança, na zona rural do município.

O presidente do Grupo CEEE, Delson Luiz Martini, explica que o projeto visa aproveitar as terras disponíveis sob as linhas para o cultivo de hortas, pomares, pequenas lavouras, plantas ornamentais, medicinais e, mesmo, flores. "A meta é que, num curto espaço de tempo, 90 famílias já estejam desenvolvendo atividades agrícolas nessas áreas", afirma. Nesse caso, a Prefeitura disponibiliza o maquinário para o plantio e a CEEE-GT executa o cercamento da área, proporciona condições de irrigação e sinaliza com placas explicativas e de advertência. "O projeto, em sua totalidade, abrange 22 quilômetros de linhas, em torno de 147 hectares, que podem ser aproveitados para a agricultura, trazendo melhores condições de vida para muitas famílias, ao mesmo tempo em que torna a cidade mais bonita, preserva o meio ambiente e afasta os riscos de acidentes", conclui o presidente.

Foto: Fernando C. Vieira/ACS Grupo CEEE

 

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres