Notícias

CEEE vai reforçar a energia ao município de Maçambará

Subestação receberá dois novos transformadores de energia, num investimento de R$ 12,7 milhões.

Por admin / Publicado: 18/06/2008 Última modificação: 18/10/2019 16h25

Compartilhar

A Companhia Estadual de Geração e Transmissão de Energia Elétrica (CEEE GT) colocará em operação, a partir do mês de outubro, um novo transformador na Subestação (SE) de Maçambará, fronteira-oeste do Estado. Esse equipamento vai melhorar o fornecimento de energia elétrica aos consumidores do município, entre eles os que utilizam levantes hidráulicos para irrigação das lavouras de arroz, e que elevam, consideravelmente, o consumo de energia elétrica na região durante o verão. O anúncio foi feito pelo presidente do Grupo CEEE, José Francisco Pereira Braga, ao prefeito Hugo Bonorino, que esteve em visita à sede da empresa, em Porto Alegre, nesta quarta-feira (18).

O presidente Braga informou que, com essa decisão, além do risco de corte de carga estar descartado, não haverá necessidade de repetir a solução utilizada no verão passado, quando uma subestação móvel da Companhia foi deslocada da capital para garantir o abastecimento. Segundo Braga, "a Subestação de Maçambará, que já possui dois transformadores, um de 83 MVA (megavolts-ampère) e outro de 25 MVA, recebeu, dia 15 de abril, da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), autorização para duplicar essa unidade de energia".

Na subestação, haverá a instalação de dois novos transformadores, um de 83 MVA e outro e 25 MVA, além de adequações nos módulos que fazem as conexões com as linhas de transmissão em 230 kV (quilovolts). A previsão da Companhia para conclusão do projeto, com valor de R$ 12,7 milhões, e que vai beneficiar a população de Maçambará e reforçar o sistema de transmissão à região da fronteira-oeste estará concluído no final de 2009. O prefeito de Maçambará, Hugo Bonorino, saiu do encontro afirmando que recebeu boas notícias e que estava muito satisfeito com as melhorias que serão implementadas pela CEEE no município.

A ampliação da subestação de Maçambará, assim com a de Campo Bom Sharlau e Pólo Petroquímico, também autorizadas em abril último pela Aneel, receberam nesta semana aprovação do Ministério de Minas e Energia (MME) e estão incluídas no Regime Especial de Incentivos para o Desenvolvimento da Infra-estrutura (Reidi). A Portaria nº 208, de 13 de junho de 2008, que autoriza esse benefício foi publicada no Diário Oficial da União da última segunda-feira, 16 de junho.

O Reidi visa à desoneração em obras de infra-estrutura, mesmo as não incluídas no PAC (Plano de Aceleração do Crescimento), para incorporação no ativo imobilizado, com suspensão da exigência de PIS/PASEP, PIS/PASEP-Importação, COFINS e COFINS-Importação, em equipamentos novos, materiais de construção e serviços.