Notícias

Começa a vigorar nesta terça conta de luz mais barata para clientes da CEEE

Redução média de 16,28% significa que os consumidores da Companhia pagarão a menor tarifa do Rio Grande do Sul

Por admin / Publicado: 20/11/2016 Última modificação: 18/10/2019 16h29

Compartilhar

Os clientes da Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica (CEEE-D) passam a pagar nesta terça-feira, 22, a menor tarifa de energia do Rio Grande do Sul. A redução de 16,28% foi aprovada, dia 16, pela Diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), no processo de revisão tarifária periódica. O reajuste médio varia entre -13,12% para os clientes industriais (alta tensão) e -17,87% para os clientes residenciais (baixa tensão), que deverá ser percebida integralmente na conta de luz a partir de janeiro de 2017.

O resultado positivo para os consumidores é resultado das variações no custo de geração (energia) e encargos setoriais. A receita oriunda desses componentes nunca fica com essas outras empresas e, assim, não resulta em diminuição de lucro da companhia. Além disso, os investimentos realizados, a eficiência operacional e a melhoria dos indicadores de continuidade (duração e frequência das interrupções) foram reconhecidos pela ANEEL na tarifa, permitindo que o recurso financeiro que deve ficar com a CEEE-D tenha atingido um percentual maior, conforme o chefe do Setor de Regulação Econômica e Estudos de Mercado, Lucas Malheiros Nunes. “O percentual que fica para a Companhia aumentou em 19,56%. Por exemplo, a cada R$ 100,00 faturados pela CEEE-D, com a tarifa em vigor até esta segunda-feira, R$13,04 remuneravam o serviço da CEEE. A partir de agora, o montante sobe para R$15,61”, explicou.  

A CEEE Distribuição atende 1,6 milhão de unidades consumidoras em 72 municípios das regiões Metropolitana, onde está incluída a capital do Estado, Campanha, Centro Sul e todo o Litoral do Estado.

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres