Notícias

Grupo CEEE realiza obras de melhoria na subestação de Santo Ângelo

Foram investidos R$ 276 mil para porporcionar maior eficácia e dinamismo nos atendimentos de manutenção.

Por admin / Publicado: 03/12/2007 Última modificação: 18/10/2019 16h25

Compartilhar

A Companhia Estadual de Geração e Transmissão de Energia Elétrica (CEEE GT) inaugura, nessa terça-feira (4), às 16h30min, a nova sede da turma de manutenção de subestações de Santo Ângelo, localizada à rua Acesso Barra São João, n.º 600, bairro São João. As obras para a construção do prédio, com área de 339 m2, receberam recursos da ordem de R$ 276 mil, atendendo à política de manutenção da área de transmissão, definida pela Diretoria do Grupo CEEE.

O diretor de transmissão do Grupo CEEE, José Francisco Pereira Braga, que esse tipo de obra é extremamente importante para dar suporte técnico ao atendimento das atividades de manutenção do sistema de transmissão, estruturando as sedes regionais, a fim de que se tenha uma logística eficaz e dinâmica. "As sedes passam a ser dotadas de infra-estrutura específica, com recursos materiais e humanos compatíveis às necessidades que o segmento requer para o pleno funcionamento do sistema elétrico", afirma.

José Francisco Braga explica que a localização do prédio é estratégica, pois a equipe de profissionais é responsável pela manutenção das subestações que atendem à região noroeste, que são Santo Ângelo 2, Santa Rosa 1, Guarita, Cruz Alta 1, Panambi e Ijuí 1. Essas instalações prestam atendendimento à concessionária de distribuição daquela região, Rio Grande Energia S.A, que é cliente da CEEE GT. "A subestação Santo Ângelo 2, por exemplo, é de extrema importância, por ser ponto de conexão do sistema de transmissão da Companhia, em 230 kV, com o sistema interligado nacional, que é responsável por parte do abastecimento de energia elétrica do Rio Grande do Sul", explicou.

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres