Notícias

Grupo CEEE recebe autorização para financiamento do BID

Por meio de duas cartas-consulta, a empresa poderá captar mais de US$ 300 milhões para obras de infraestrutura

Por admin / Publicado: 20/06/2010 Última modificação: 18/10/2019 16h27

Compartilhar

O Governo Federal aprovou as cartas-consulta que permitem ao Grupo CEEE buscar financiamento de US$ 333,3 milhões junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Serão investidos US$ 200 milhões em obras de Distribuição e US$ 133,3 milhões nas áreas de Geração e Transmissão. A Empresa aplicará os recursos na ampliação da rede, em melhorias nos alimentadores – que permitirá mais alternativas de remanejo de fornecimento quando houver algum problema. “O resultado disso é que faltará menos luz e, no momento em que houver algum problema no sistema elétrico, ele poderá ser solucionado com mais agilidade”, projeta o presidente do Grupo CEEE, Sérgio Camps de Morais.

As obras terão como foco o crescimento do mercado, bem como a melhoria da confiabilidade e da qualidade do fornecimento de energia elétrica. A intenção é, ainda, modernizar o sistema de gestão corporativa e desenvolver suas práticas. Das verbas destinadas a este pacote de investimentos, 60% vêm do BID e 40%, contrapartida da CEEE, com recursos próprios. A instituição financeira acompanhará o andamento de todas as obras.

Esta liberação por parte do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão permite à Companhia colocar em prática os projetos que foram negociados durante encontros anteriores com representantes do BID. Com o que foi aprovado entre as partes, a previsão é de que o Grupo CEEE tenha prazos de dois anos de carência para a GT e cinco para a D, além de 10 e 20 anos de amortização, respectivamente. A partir de agora, devem acontecer novas reuniões com o banco, a fim de fazer os últimos ajustes que forem necessários aos projetos.

A carta-consulta aprovada pela União é necessária sempre que uma empresa brasileira busca recursos em bancos estrangeiros. Trata-se de um pedido de autorização ao governo para dar prosseguimentos a negociações com instituições internacionais. O financiamento dará fôlego para realizar um conjunto de obras de infraestrutura energética, que vão melhorar o fornecimento para o Rio Grande do Sul e atender às demandas da Copa do Mundo de 2014.

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres