Notícias

Eletricistas da CEEE mostraram habilidade durante Rodeio

Evento, no sábado (23), na sede da empresa, em Porto Alegre, reuniu um público de 350 pessoas.

Por admin / Publicado: 22/05/2009 Última modificação: 18/10/2019 16h26

Compartilhar

O Grupo CEEE realizou, durante todo o sábado (23) em Porto Alegre, uma competição diferente e que serviu para mostrar a importância da segurança na execução das tarefas feitas diariamente pelos eletricistas da Companhia. O 2º Rodeio de Eletricistas da Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica (CEEE D), ao invés de apresentar peões e cavalos, levou para uma arena especial, na sede da empresa na capital, eletricistas, postes e os equipamentos (individuais e coletivos) utilizados na rotina do trabalho junto às redes de energia elétrica das cidades. Toda a movimentação foi prestigiada por um público de 350 pessoas, entre funcionários e familiares dos eletricistas.

O diretor de Distribuição do Grupo CEEE, Rogério Sele da Silva, que encerrou o evento, considera que, além do foco principal na segurança, o rodeio reforça outros dois objetivos importantes. Segundo ele, “esta atividade serve para padronizar procedimentos, possibilitando uma atuação mais rápida e segura no restabelecimento da energia, e é fundamental, também, para a integração e motivação das equipes”.  Sele explica que, nas provas, são implantadas técnicas de trabalho e novas ferramentas e equipamentos, que priorizam a segurança pessoal e a qualidade de vida dos eletricistas, contribuindo para a redução de acidentes do trabalho.

O Rodeio dos Eletricistas está alinhado à Política de Segurança do Grupo CEEE. Rogério Sele informa que a empresa investiu, n último ano, R$ 14 milhões na aquisição de EPIs (Equipamento de Proteção Individual), EPCs (Equipamento de Proteção Coletiva (EPCs) e ferramental e aplicará mais R$ 1 milhão em programas de treinamento voltados para melhorar a preparação desse segmento de profissionais. Para Paulo José de Lima, que integrou, no ano passado, a equipe da empresa no rodeio nacional em Pernambuco, “é muito gratificante participar de um evento tão grandioso. Essa é uma cópia quase fiel ao que temos na rua, por isso podemos demonstrar como é feito o nosso serviço, não só para os consumidores, mas, também, as nossas famílias, principal motivo de preocupação em voltarmos pra casa com segurança”.

Na competição, os profissionais precisavam demonstrar habilidades na realização de seis tarefas cotidianas, que variavam entre 5 e 15 minutos cada uma. As provas incluíram Troca de Chave Fusível, Destreza no Uso de Bastões de Manobra e Destreza em Equipar-se de EPI, com os olhos vendados, entre outras. A primeira das três etapas regionais reuniu oito equipes e 40 eletricistas e classificou para a próxima fase, em outubro, seis turmas. Além desses profissionais, cada grupo esteve acompanhado de um padrinho e todos eram observados – e avaliados – por 20 juízes. Os classificados cumpriram a maioria das tarefas no menor tempo e, principalmente, seguiram, com rigor, as medidas de segurança e a utilização correta dos Equipamentos de Proteção Individual. Na abertura, os participantes simularam a chegada de uma equipe ao local do serviço e, no encerramento, retiraram a delimitação e sinalização da área de trabalho. Essas duas ações não somaram pontos.

 

 Depois de Porto Alegre, nos dias 05 e 06 de junho, em Pelotas, outras nove equipes disputam a etapa da Região Sul e, nos dias 19 e 20 de junho, mais seis turmas encerram as eliminatórias em Tramandaí. Na final, todas as equipes classificadas – 14 ao todo - voltam a se encontrar na arena da capital em outubro, quando serão conhecidos os quinze eletricistas que iniciam um programa de treinamento especial para concorrer a vagas nas duas equipes que representarão a Companhia no Rodeio Nacional, durante o Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica que acontece em São Paulo, em agosto do ano que vem.

O treinamento terá uma carga horária de 244 horas, distribuída em 11 módulos de 24 horas cada um. Junto com a preparação técnica, serão transmitidas noções sobre nutrição e saúde. Haverá uma disciplina específica de apoio psicológico para equipes de competição, apresentação de regras que devem ser executadas com agilidade e segurança, atividades práticas monitoradas e simulação de rodeio. Outro módulo dedica-se a avaliação física e clínica, no início e no final do treinamento, com acompanhamento psicológico e nutricional. O programa será desenvolvido de novembro de 2009 a julho de 2010. 

O rodeio de eletricistas, desenvolvido pela segunda vez na empresa, teve origem nos Estados Unidos em 1990. No Brasil, foi implantado pela Cemig (Companhia Energética de Minas Gerais), em 2002, e agregado ao XVII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica (Sendi) que acontece de dois em dois anos e reúne as empresas de distribuição de energia de todo o país. Na CEEE, o primeiro evento dessa natureza ocorreu em 2006, em Porto Alegre, reunindo mais de 500 pessoas.

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres