Notícias

Eletrosul e CEEE-GT arrematam maior lote do leilão de transmissão da Aneel

Empreendimentos são essenciais para integrar a Região Sul do RS ao Sistema Interligado Nacional.

Por admin / Publicado: 06/06/2012 Última modificação: 18/10/2019 16h27

Compartilhar

O secretário de Infraestrutura e Logística do RS, Beto Albuquerque, destacou na manhã desta quarta-feira (06) a vitória da Eletrosul, em parceria com a Companhia Estadual de Geração e Transmissão de Energia Elétrica do Rio Grande do Sul (CEEE-GT), que arrematou o principal lote do leilão de transmissão da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), realizado na sede da BM&FBovespa;, em São Paulo. De acordo com o secretário, os empreendimentos do Lote A somam R$ 710 milhões e são essenciais para integrar a região Sul do Rio Grande do Sul ao Sistema Interligado Nacional (SIN). “São 490 quilômetros de linhas de transmissão (525 kV de tensão), três novas subestações e a ampliação de uma unidade existente. O consórcio Bal (51% Eletrosul e 49% CEEE-GT), conquistou o lote com tarifa cheia: R$77.417.970,00, que deixou o arremate sem deságio em relação a receita anual permitida de Receita Anual Permitida (RAP)”.

Ao comemorar a conquista, Beto destacou que os investimentos da CEEE-GT se darão por financiamento junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). “Com os investimentos, o Sul do Rio Grande do Sul terá condições para receber todos os parques eólicos projetados, uma vez que a energia gerada por eles será transportada por estas linhas”, disse. O presidente do Grupo CEEE, Sérgio Souza Dias, ratifica essa opinião e acrescenta a importância da CEEE voltar a participar de leilões e de projetos que busquem o crescimento sutentável do Estado. Segundo ele, “o resultado do leilão consolida a parceria entre Eletrosul e CEEE-GT e demonstra uma decisão estratégica. Precisamos registrar, ainda, que esse resultado, aliado a um plano de investimentos, já em execução, integrado por uma série de novos empreeendimentos no setor de energia, trará crescimento e oportunidades a diversas regiões do RS”, finalizou.

Esse sistema de transmissão é vital, pois permitirá o escoamento da energia gerada nos parques eólicos que a Eletrosul irá construir nos municípios de Chuí e Santa Vitória do Palmar. Serão dois complexos eólicos – Chuí e Geribatu – que, juntos, irão produzir 402 megawatts: energia suficiente para atender o consumo de uma cidade do porte de Porto Alegre. Em Santa Vitória do Palmar, a estatal já implantou um escritório de apoio às obras, que deverão começar até o final deste ano. O prazo para início da operação dos dois complexos é até março de 2014. “Foi importante termos conquistado esses empreendimentos, pois poderemos imprimir o ritmo à sua implantação que acompanhe a construção dos parques eólicos”, disse o presidente da Eletrosul, Eurides Mescolotto.

O lote A, arrematado pelo consórcio Bal (51% Eletrosul e 49% CEEE), é composto dos seguintes empreendimentos: subestações Povo Novo (525/230 kV), Marmeleiro (525 kV) e Santa Vitória do Palmar (525/138 kV); linhas de transmissão Nova Santa Rita - Povo Novo, Povo Novo – Marmeleiro, Marmeleiro - Santa Vitória do Palmar (todas em 525 kV); seccionamento da linha Camaquã 3 - Quinta na Subestação Povo Novo (230 kV).

O prazo para conclusão das obras é de 24 meses a partir da assinatura dos contratos de concessão.

 

 

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres