Notícias

Energia Legal bate recorde de regularizações

Nesta terça-feira, 10, foi concluído o trabalho na Vila Conquista, na zona Leste da Capital

Por admin / Publicado: 10/09/2013 Última modificação: 18/10/2019 16h28

Compartilhar

O programa Energia Legal da CEEE Distribuição teve resultado recorde de novas ligações em áreas regularizadas na área de concessão da Companhia em agosto. Foram 445 clientes que passaram a consumir formalmente, depois de todo o processo de cadastramento, instalação dos kits padrão de energia e retirada das ligações irregulares, conhecidas como “gatos”.

De janeiro a agosto deste ano, a CEEE realizou um total de 1,5 mil regularizações, 100 a mais do que em todo o ano passado. Outras 430 devem acontecer ainda neste mês de setembro. Entre elas, as da Vila Conquista, na zona Leste de Porto Alegre, cujas ligações clandestinas estão sendo cortadas nesta terça-feira, 10. Na prática, além de levar cidadania a pessoas de locais em que as ruas sequer tinham nomes antes da chegada da energia elétrica, esse resultado representou também à CEEE o acréscimo de R$ 1,2 milhão, no período de agosto de 2012 a julho de 2013, que corresponde à emissão de 21,2 mil faturas. Deste total, 85% entraram nos cofres da Companhia.

Os consumidores que optam por instalação monofásica recebem um incentivo da CEEE Distribuição, que fornece e instala o kit, mediante pagamento parcelado em 24 vezes na fatura da energia elétrica. Se o cliente paga corretamente as primeiras 12 prestações, é isentado do valor restante. Até o momento, o programa Energia Legal garantiu este benefício em 1,6 mil das 3,1 mil residências regularizadas desde o início do programa, em 2011. Para o presidente do Grupo CEEE, Sergio Souza Dias, a ação cumpre um dos objetivos da Empresa, de recuperar receita. “O atual momento do setor elétrico reforça uma necessidade que estamos trabalhando há algum tempo, de reduzir as perdas e recuperar a receita. O programa Energia Legal e a atuação das equipes de fiscalização nas áreas com rede regular de energia elétrica têm contribuído muito para alcançarmos esta meta”, analisa.

 

O acompanhamento posterior à regularização

Depois de regularizada a energia, os clientes passam a receber uma conta educativa. Por ela, durante seis meses, é cobrada a taxa mínima das unidades consumidoras monofásicas, mas consta na fatura a informação do valor real que foi gasto. O objetivo é conscientizar os usuários da importância de se utilizar racionalmente a energia elétrica. Do ano passado até agosto deste ano, 2,1 mil clientes foram beneficiados pela conta educativa, num desconto que superou os R$ 667 mil nas faturas emitidas.

Após o período de adaptação, equipes da CEEE seguem fazendo visitas regulares aos consumidores que gastaram mais do que 250kW/h no período de vigência da conta educativa. O principal objetivo dessas visitas é orientar sobre os hábitos de consumo que podem ajudar a reduzir o valor da conta. Até agosto, foram feitas 337 visitas, durante as quais os profissionais da Companhia identificam situações passíveis de fiscalização nas comunidades e repassam aos setores responsáveis. A CEEE acompanha as unidades que são cortadas ou encerradas para também identificar a necessidade de atuar, caso não haja novo pedido de ligação no endereço. Também mantém um canal direto com as lideranças comunitárias e elas avisam à CEEE quanto a situações especiais na região.

Para reduzir a incidência de novas ligações clandestinas, é instalada a rede antifurto de energia. Esse sistema é composto por uma rede especial, blindada, com acesso dificultado. Como os “gatos” são feitos perto do poste – onde é mais fácil colocar escada para conectar a ligação irregular – o modelo instala os conectores a uma distância de 1,5 metro do poste. Os condutores utilizados são revestidos de três camadas: uma camada de uma fita chamada autofusão, outra de aço-inox metálica e, por último, mais uma camada de fita autofusão. O trabalho blinda a rede e torna os furtos mais difíceis. O padrão de rede e os postes também ficam mais altos, com o mesmo objetivo.

 

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres