Notícias

Fábrica japonesa manifesta interesse em se instalar no RS

Presidente Sérgio Dias intermediou encontro, que apontou intenção da empresa em investir R$ 20 milhões na primeira fase

Por admin / Publicado: 17/02/2011 Última modificação: 18/10/2019 16h27

Compartilhar

Representantes da Fujikura – fabricante de cabos especiais, voltados à transmissão de energia elétrica e a telecomunicações – apresentaram ao Governo do Estado, nesta quarta-feira (16/02), a intenção de instalar uma fábrica no Rio Grande do Sul. O presidente da empresa, Kazuhiko Ohashi, manifestou interesse em trazer alta tecnologia ao Brasil através de uma fábrica que deverá ser instalada a partir de uma joint venture com a Procable, sócia da CEEE em mais de um projeto já em execução. “Trabalhamos com a Procable há mais de 20 anos e tivemos boas referências do Estado por parte deles”, revelou Ohashi.

Para Fumitaka Nishimura, diretor-presidente da Procable, o Rio Grande do Sul representa um mercado de banda larga em expansão. “Pela parceria que temos com a CEEE e pela possibilidade de explorarmos as telecomunicações, gostaríamos muito de instalar a fábrica aqui”, ponderou. A intenção do encontro, além de manifestar este interesse, também foi de sondar as possibilidades de incentivo à execução do projeto, que já está pronto e deverá, numa primeira fase, resultar em investimentos da ordem de R$ 20 milhões.

 O presidente da CEEE, Sérgio Souza Dias, intermediou a reunião e disse que o empreendimento, se concretizado, poderá garantir matéria-prima de qualidade a futuros projetos do Grupo. “Uma empresa local de cabos de telecomunicações pode representar uma vantagem para uma futura implantação da CEEE Telecom, que poderá ter fornecedores locais”, projetou.

 O chefe da Casa Civil, Carlos Pestana, agradeceu o interesse do grupo japonês e manifestou, junto com o secretário de Desenvolvimento e Promoção do Investimento, Mauro Knijnik, interesse em negociar a instalação da fábrica no Estado. “Temos uma localização privilegiada em relação ao Mercosul e o projeto vem ao encontro dos interesses já manifestados pelo Governo de universalização da banda larga”, disse Pestana. Mauro Knijnik acrescentou, ainda, que o projeto pode se enquadrar no programa de desenvolvimento do Rio Grande do Sul. “Vamos conversar e  negociar as necessidades da empresa em relação ao que podemos oferecer”, propôs. Este segundo encontro está previsto para a próxima semana.

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres