Notícias

Governo do Estado e Grupo CEEE iniciam campanha de economia de energia

O objetivo é ensinar a população a adotar medidas práticas que ajudem no combate ao desperdício de energia elétrica.

Por admin / Publicado: 23/01/2008 Última modificação: 18/10/2019 16h25

Compartilhar

A Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica (CEEE D), empresa do Grupo CEEE, em conjunto com o Governo do Estado, inicia, neste final de semana, uma campanha simultânea de economia de energia elétrica nos municípios atendidos pela concessionária. O objetivo da ação é alertar aos consumidores para que adotem medidas de racionalização no uso dos aparelhos eletroeletrônicos no dia-a-dia. O programa começa com blitz junto aos veranistas nas praias do litoral norte (Tramandaí, Capão da Canoa e Torres) e sul do Estado (Cassino), atingindo também os balneários de água doce, em Arambaré, Tapes, São Lourenço do Sul e Laranjal.

O lançamento ocorre sábado (26), às 10 horas, junto à casa do Governo do Estado, em Capão da Canoa, com a presença do Presidente do Grupo CEEE, Delson Martini, que assume, na próxima segunda-feira (28) como secretário-geral do Governo, e dos diretores da empresa. Em paralelo, nos guichês da Concepa, em Santo Antônio da Patrulha, nesta sexta-feira e sábado (25 e 26) e 08 de fevereiro, haverá a entrega de 35 mil prospectos com dicas específicas sobre o consumo e o valor da energia, em kWh, conforme o uso de cada aparelho. Além disso, o público poderá ter acesso as informações nas 29 agências da empresa e nas três centrais de cobrança.

Segundo o presidente do Grupo CEEE, Delson Martini, é muito importante que a CEEE, como empresa de energia elétrica, esclareça sobre o uso e a segurança do produto. Martini alerta para que a população utilize os equipamentos elétricos racionalmente, ou seja, sem desperdício. "Isso é bom para o consumidor e também para a empresa, porque apesar do sistema elétrico gaúcho estar operando com relativa folga, pode haver, em situações especiais, algum problema localizado, enquanto todas as obras previstas pelo Programa de Investimentos da CEEE não estiverem integralmente concluídas", diz. Ele reforça que não há risco de desabastecimento ou de racionamento (corte de carga), uma vez que a capacidade de suprimento do Estado é de 5.500 MW e a demanda máxima instantânea, registrada no último dia 10 de janeiro, foi de 4.823 MW.

Consumo crescente

A CEEE D atende 1,38 milhão de clientes em 72 municípios nas regiões sul, campanha, litoral norte e capital. Desse total, 85%, ou 1,18 milhão, são residenciais e representam 33% do consumo. Essa faixa apresentou um crescimento de 6,1% em 2007, comparado ao ano anterior. Martini informa que as estatísticas demostram uma mudança do comportamento das famílias gaúchas. "Estamos retornando aos hábitos de consumo anteriores ao racionamento e as medidas de racionalização adotadas em 2001. A diferença é que, com a queda dos preços dos aparelhos de ar condicionado e dos eletroeletrônicos, em função da desvalorização do dólar, somado às facilidades do crédito e ao aumento do poder aquisitivo pelo crescimento de 7% da economia do Rio Grande do Sul, esses equipamentos vêm ganhando maior ênfase no consumo", finalizou. Estudo elaborado pelo Procel (Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica) aponta que o setor residencial brasileiro consome cerca de 7,5 milhões de megawatts por hora (MWh), mas poderia consumir 25% menos. Ou seja, a cada R$ 4 cobrados na conta, aproximadamente, R$ 1 é para cobrir o custo com o desperdício de energia elétrica.

Na página da CEEE na internet, além de dicas sobre economia de energia, há um simulador de consumo, onde o usuário pode verificar o gasto de cada aparelho, por dia e por mês, conforme a potência do eletrodoméstico e o tempo de uso. O site da empresa pode ser acessado no endereço www.ceee.com.br.

O Grupo CEEE possui uma área específica de eficientização de energia, que trabalha em projetos voltados a todos os segmentos de consumidores. Através do Programa de Eficiência Energética do Grupo CEEE - ciclo 2006/2007 - estão sendo aplicados R$ 8,3 milhões. Desse valor, R$ 3,9 milhões, são destinados a melhoria energética em escolas, hospitais e órgãos públicos. O trabalho consiste na substituição de reatores, lâmpadas e luminárias mais eficientes, incluindo a substituição de lâmpadas incandescentes por fluorescentes compactas, além da troca de bombas e motores no caso das estações de bombeamento de água. Há, também , outras ações específicas aos consumidores de baixa renda e a área de conscientização sobre o uso do produto. Incluindo os seis ciclos anteriores, o investimento da Companhia, nessa área, nos setores de educação, saneamento, prédios públicos e instituições de saúde ligados ao serviço público atingiram mais de 200 prédios, os quais foram beneficiados com valores superiores a R$ 35,8 milhões.

Arte material de divulgação

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres