Notícias

Grupo CEEE completa 68 de atuação no Rio Grande do Sul

Empresa atua nos segmentos de Geração,Transmissão e Distribuição de energia elétrica

Por admin / Publicado: 31/01/2011 Última modificação: 18/10/2019 16h27

Compartilhar

O próximo dia 1º de fevereiro marca o 68º aniversário da CEEE – Companhia de economia mista que atua nos segmentos de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica no Rio Grande do Sul. Constitui-se em uma empresa pública, cujo acionista majoritário é o Governo do Estado, que detém 65,92% das ações da concessionária, seguida da Eletrobrás com 32% de participação.

A Companhia produz 75% da energia hidrelétrica gerada no RS, através de suas 15 usinas, possui mais de 6.054 km em linhas de transmissão no Estado e distribui energia elétrica para um terço do mercado gaúcho através de 47.000 km de redes urbanas e rurais, em 72 municípios, cerca de 26% do território gaúcho, localizados na região Sul-Sudeste do Estado, incluindo Porto Alegre. No total é responsável pelo fornecimento de eletricidade para cerca de 3,5 milhões de pessoas. Atua, também, em programas de combate ao desperdício de energia e eletrificação rural, além de diversos projetos sociais, culturais e ambientais.

Atualmente, o Grupo CEEE conta com  4.462 empregados, sendo que deste universo 890 são eletricistas. Importante destacar que a empresa investiu no ano de 2010 mais de R$ 5 milhões em melhorias nas condições de trabalho. Em sua área de atendimento direto ao consumidor conta a existência de 29 Agências, 14 Postos de Atendimento Comercial e 03 Departamentos de Recuperação de Crédito. No Call Center possui 89 postos de atendimento, com 196 teleatendentes, num total de 235 empregados envolvidos neste segmento. O serviço é disponibilizado 24 horas, através do telefone 08007212333.

O Grupo CEEE tem se destacado no panorama nacional e latino-americano pelo elevado índice de satisfação manifestado por seus clientes e consumidores, materializado por diversas premiações recentemente conquistadas. Em 2010, a Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica (CEEE-D) obteve o primeiro lugar no Índice de Satisfação com a Qualidade Percebida (ISQP) no Estado, de acordo com a 12ª Pesquisa Abradee (Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica), com índice de 88,9%. O resultado colocou a Empresa em segundo lugar na Região Sul e terceiro, entre as concessionárias de energia do Brasil, em relação ao nível de satisfação dos consumidores residenciais, com a qualidade dos serviços.

 

 

 

 

Outra premiação obtida em 2010 coloca o Grupo CEEE entre as corporações de destaque na edição de 2010 do Prêmio Revista Amanhã, láurea que registra, há 20 anos, o maior ranking regional de empresas. A Companhia recebeu troféu por figurar entre as cem maiores empresas do RS, ocupando a terceira posição, e por estar entre as 500 maiores, na oitava posição, e para receber troféus nas categorias “Empresa mais Rentável do Setor Energia”, “Maior Rentabilidade de Patrimônio”, “Maior Rentabilidade sobre a Receita” e “Maior Lucro Líquido”.

 

 

História

Cinco períodos marcam a história da Companhia: 1) CEEE - Em 1º de fevereiro de 1943 surge a Comissão Estadual de Energia Elétrica, criada para desenvolver os potenciais hidráulicos e carboníferos usados na produção de energia. No ano de 1948 é inaugurada a primeira unidade geradora da CEEE, a Usina do Passo do Inferno; 2) Autarquia - Em 1952, a Companhia transforma-se em Autarquia, onde o engenheiro Noé de Mello Freitas foi fundamental neste processo, coordenando o primeiro plano de eletrificação do RS; 3) Encampação - Em 11 de maio de 1959, através do Decreto n.º 10.466 assinado pelo então governador Leonel Brizola, ocorre a Encampação de contratos de concessão e declarava-se de utilidade pública, para fins de desapropriação, os bens da CEERG; Brizola, em 1961, estatiza os serviços de energia elétrica; A Companhia Estadual de Energia Elétrica – CEEE foi instituída em 1963, destinada a projetar, construir e explorar sistemas de produção, transmissão e distribuição de energia elétrica no Estado; 4) Privatização – Em 1997, dois terços da área de Distribuição de energia elétrica foram privatizados, permanecendo a região Sul-Sudeste, incluindo a Capital, sob a responsabilidade da CEEE; A região Centro-Oeste passou para atendimento da AES Sul Distribuidora Gaúcha de Energia S/A e a região Norte-Nordeste de competência da RGE - Rio Grande Energia S/A; 5) Desverticalização: a partir de 2006, em atendimento às novas regras do setor elétrico nacional, houve a reestruturação societária da CEEE, que originou o Grupo CEEE, composto pelas empresas Companhia Estadual de Energia Elétrica Participações – CEEE-Par; Companhia Estadual de Geração e Transmissão de Energia Elétrica – CEEE-GT; e a Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica – CEEE-D.

 

Investimentos

 

O presidente do Grupo CEEE, Sérgio Souza Dias, que assumiu a Diretoria no último dia 18 de janeiro, afirmou a intenção de reverter o déficit da Distribuidora e ampliar os negócios em geração e transmissão de energia. “Esses são os principais desafios da nova gestão do Grupo CEEE”, enfatizou.  Segundo ele, os esforços serão investir nos ativos que revertam o quadro negativo e aproximem a Distribuidora da empresa de referência da Agência Nacional de Energia Elétrica - Aneel. Na CEEE-GT, a meta é ampliar a participação no mercado. “A CEEE é uma empresa de referência em todo o Rio Grande do Sul. Temos uma função social e, por sermos uma empresa pública, temos que dar retorno à sociedade de forma eficiente”, enfatizou.

 

A realização da Copa do Mundo de 2014, no Brasil, possibilitou à Companhia o acesso a um programa especial do BNDES, através de um descontingenciamento específico. Em decorrência disso, a empresa já apresentou, em outubro de 2010, carta-consulta visando o ingresso de            R$ 216,7 milhões, os quais servirão para investimentos em obras necessárias à concessão.

No mercado internacional, a CEEE está em negociações com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), visando recursos para investimentos em geração e transmissão, também relacionados à Copa de 2014, no montante de US$ 160 milhões, dos quais a contraparte da empresa será de 40%. Igualmente foram feitos contatos com o Banco Mundial e outras instituições de fomento internacional para iniciar tratativas de financiamento de obras da concessão ou até mesmo obter o reperfilamento da dívida.

 

 

Cultura

 

Na mesma data em que são comemorados os 68 anos da CEEE, o Museu da Eletricidade do RS, pioneiro do setor elétrico, completa 34 anos de existência. Instalado junto ao Centro Cultural CEEE Erico Verissimo (CCCEV), na Rua dos Andradas, 1223, 2º andar do prédio Força e Luz, centro de Porto Alegre. O Mergs possui um acervo é constituído de duas mil peças oriundas de vários municípios gaúchos. Nele, encontram-se peças e curiosidades a respeito dos primórdios da iluminação do estado, bem como máquinas e equipamentos, utensílios, numismática, documentos, bibliografias e filmes. Material que está à disposição para a consulta dos visitantes. Informações e agendamento de visitas de escolas e grupos pelo fone (51) 32216872 ou pelo e-mail museu@ceee.com.br.

Já o Centro Cultural CEEE Erico Verissimo foi inaugurado no dia 17 de dezembro de 2002, onde são desenvolvidos projetos culturais variados (literatura, artes plásticas, cinema, fotografia, arte têxtil, entre outros).

 

Assessoria de Comunicação Social

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres