Notícias

Grupo CEEE entrega melhoria em São Vicente do Sul

Investimento de R$ 17 milhões amplia em mais de 50% a potência instalada da subestação

Por admin / Publicado: 08/03/2016 Última modificação: 18/10/2019 16h28

Compartilhar

O secretário de Minas e Energia do Rio Grande do Sul, Lucas Redecker, e o presidente do Grupo CEEE, Paulo de Tarso Pinheiro Machado, participaram nesta terça-feira, 08, da solenidade de entrega das obras de ampliação e melhoria da Subestação Vicente do Sul à comunidade. O empreendimento, que teve um investimento de R$ 17 milhões, amplia em mais de 50% a potência instalada da subestação. Com estes recursos, foi possível modernizar integralmente o sistema de proteção e controle e adequar a configuração da subestação. Assim, o principal benefício para São Vicente e cidades vizinhas é o aumento da confiabilidade, disponibilidade e capacidade de atendimento à demanda energética da região. Também garante que, em caso de falha ou necessidade de manutenção de equipamento, haverá capacidade por parte da CEEE de suprir a necessidade de fornecimento da distribuidora (AES Sul) por outros que estiverem em operação.

O secretário Lucas Redecker destacou o fato de a medida representar um incremento de 33% na oferta de energia para a região. “Não existe desenvolvimento sem energia e, por esse motivo, ela é fundamental para superarmos esse momento de dificuldade que o país vive”, disse o secretário. Para o presidente Paulo de Tarso Pinheiro Machado, um dos objetivos desta gestão está sendo alcançado com a entrega das melhorias. “Essa é uma das tantas obras que estão sendo concluídas e vão qualificar a energia fornecida para toda a região, uma vez que só investimentos são capazes de melhorar o fornecimento. Assim, estamos cumprindo também o desafio que nos foi lançado, de tornar a CEEE eficiente, eficaz e efetiva, com atuação voltada à satisfação do cliente”, resumiu.

A ampliação da Subestação São Vicente do Sul melhora a segurança do fornecimento de energia elétrica a mais de 83 mil consumidores da AES Sul em 18 municípios nos municípios. Os principais beneficiados são:

·         São Vicente do Sul

·         São Francisco de Assis

·         Santiago

·         Cacequi

·         Jaguari

·         Rosário do Sul

·         São Pedro do Sul

·         São Miguel das Missões

Indiretamente, grande parte da população das regiões Central e Fronteira Oeste do Estado está recebendo energia com mais qualidade.

Além do secretário Lucas Redecker, do presidente do Grupo CEEE, Paulo de Tarso Pinheiro Machado, também participaram do evento o diretor de Transmissão do Grupo CEEE, Luís Carlos Tadiello, trabalhadores da Empresa que fizeram com que este empreendimento acontecesse, além de autoridades de municípios da região.

 

Novos investimentos para a região

Além do grande empreendimento recém-concluído, a CEEE-GT também já foi autorizada pela ANEEL a substituir um transformador existente e instalar outros equipamentos que trarão ainda mais qualidade e confiabilidade ao sistema de transmissão de energia elétrica da região. Este novo empreendimento representa um aumento de 212% da potência instalada (de 8 MVA para 25 MVA) e tem como objetivo garantir a atualização tecnológica, a flexibilidade e a confiabilidade operacional, além de preparar a Companhia para dar suporte a sua cliente (a distribuidora AES Sul) para atender eventuais aumentos de demanda necessários. O Investimento total previsto corresponde a aproximadamente R$ 4 milhões.

 

O que faz uma subestação de transmissão

As subestações de transmissão têm como principal função a conexão entre as Linhas de Transmissão de alta tensão que “transportam” a energia elétrica das diversas fontes de geração – normalmente distantes dos grandes centros urbanos – com os pontos de distribuição. Para que esta energia possa ser distribuída para a população, ela deve ter sua tensão – conhecida popularmente como “voltagem” – rebaixada de altos níveis, como os 230 mil volts (230 kV) da Subestação São Vicente do Sul, até o nível de baixa tensão que alimenta os consumidores em 110 ou 220 volts.  Esta é, portanto, outra das funções das subestações: transformar os níveis de tensão para viabilizar a distribuição de energia elétrica. A ampliação da subestação São Vicente do Sul aumentou sua capacidade de transformação, ou seja, permitiu que a CEEE-GT aumentasse a confiabilidade de sua instalação e disponibilizasse maior quantidade de energia elétrica para a AES Sul – concessionária de distribuição da região.

 

Saiba mais sobre o Grupo CEEE

O Grupo CEEE atua no setor energético e está presente em todo o Estado do Rio Grande do Sul, onde possui concessões de usinas hidrelétricas e eólicas, de transmissão e de distribuição de energia, além de participações em empreendimentos ligados ao setor. Criada em 1943, é a maior empresa do setor de energia elétrica do Rio Grande do Sul e a 10ª maior empresa do Rio Grande do Sul, de acordo com a pesquisa Grandes e Líderes no Rio Grande do Sul, realizada pela Revista Amanhã, em novembro de 2015. Também é a Marca de Empresa de Energia mais lembrada e preferida na pesquisa Marcas de Quem Decide 2015, do Jornal do Comércio. É a 2ª Empresa Pública mais lembrada e preferida.

No segmento de Transmissão de energia elétrica, a empresa é a responsável pela maioria das instalações que compõem a Rede Básica de Transmissão do Estado, viabilizando o transporte e suprimento de energia às concessionárias de distribuição que atuam no Rio Grande do Sul: CEEE Distribuição, AES Sul, RGE, Concessionárias Municipais, Cooperativas de Eletrificação Rural e também a potenciais Consumidores Livres e Produtores Independentes.

O Sistema de Transmissão da Companhia une usinas localizadas em território gaúcho ao Sistema Interligado Nacional e a pontos de suprimento e centros de consumo em todo o Estado, cumprindo papel estratégico. As instalações de propriedade da CEEE e aquelas sob a sua responsabilidade disponibilizadas para o Estado são compostas por 66 Subestações (54 próprias, 2 com cessão de uso, 8 compartilhadas e 2 com contrato de O&M;), que totalizam uma potência superior a 9 mil  MVA (megavolt-ampère). Em Linhas de Transmissão, a CEEE possui mais de 6 mil quilômetros de extensão, que são suportadas por pelo menos 15 mil estruturas e operam nas tensões de 230 mil volts, 138 mil e 69 mil volts.

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres