Notícias

Grupo CEEE inicia por Canguçu mais uma etapa do Programa Casa Iluminada

Nesta fase, serão trocadas mais de 19 mil lâmpadas, beneficiando 9,7 mil famílias.

Por admin / Publicado: 24/04/2008 Última modificação: 18/10/2019 16h25

Compartilhar

O Grupo CEEE inicia nesta sexta-feira, 25 de abril, a quarta etapa do Programa Casa Iluminada, beneficiando 9.746 famílias dos municípios de Canguçu, Camaquã, São Lourenço do Sul, Tapes, Turuçu, Cristal, Arambaré, Sentinela do Sul, Cerro Grande do Sul, Sertão Santana, Chuvisca, Amaral Ferrador e Santo Antônio da Patrulha. Os consumidores dessas localidades foram selecionados por possuírem ligação monofásica e baixo consumo de energia elétrica. Ao todo, nesta etapa do trabalho, serão trocadas mais de 19 mil lâmpadas incandescentes por fluorescentes compactas de 20 Watts, com reator eletrônico integrado. Incluindo todo projeto, que vai até agosto, serão distribuídas 291.796, lâmpadas eficientes - com selo Procel e Inmetro – para 145.898 famílias em toda área de concessão da Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica (CEEE D). Os consumidores que têm direito a troca das lâmpadas receberam, previamente, uma mala-direta da empresa. Na edição do Casa Iluminada de 2007, a Companhia entregou 245 mil lâmpadas econômicas.

Em Canguçu, o lançamento do Programa acontece na sexta-feira (25), às 14 horas, na praça Dr. Francisco C. dos Santos, em frente à Prefeitura, no centro, onde a empresa instalou um quiosque para entrega de 3.806 lâmpadas a 1903 consumidores, e que funciona de segunda à sabado, das 8 às 19 horas, até o dia 10 de maio. A solenidade contará com a presença do diretor Administrativo do Grupo CEEE, Carlos Ernesto Betiollo, do chefe da Divisão Regional da CEEE em Pelotas, Manoel Britto, do chefe da agência de Canguçu, Jefferson Kirst Soares e de autoridades locais. Além dessa cidade, na região sul do Estado, durante esse período, haverá tendas semelhantes, em Camaquã: na Praça Donário Lopes; São Lourenço do Sul, na Praça Dedé Serta e Tapes, na Praça Rui Barbosa. No mesmo período, no litoral norte, em Santo Antônio da Patrulha, a CEEE instalou um quiosque na esquina Francisco José Lopes, com Afonso Porto Emerim, quase em frente à agência da Companhia na cidade. Em Turuçu, Cristal, Arambaré, Sentinela do Sul, Cerro Grande do Sul, Sertão Santana, Chuvisca e Amaral Ferrador, a empresa irá procurar os clientes nas suas residências para a troca das lâmpadas.

Benefícios ao consumidor

As lâmpadas fluorescentes utilizadas pelo Programa proporcionam uma redução de até 80% no consumo de energia elétrica e duram até oito vezes mais que as comuns, possuindo luminosidade equivalente a uma incandescente de 100 watts. No caso de uma de 60 Watts, a redução é de 67%. Até agora, o projeto já atingiu quase cem mil famílias em 38 cidades gaúchas. A CEEE salienta que as pessoas das localidades já contempladas pelo projeto, e que não fizeram a troca no prazo determinado, devem guardar o comunicado recebido da Companhia, pois a empresa irá até as residências dessas pessoas para recolher as lâmpadas incandescentes e entregar as fluorescentes a que têm direito.

Essa ação, em conjunto com os outros programas de eficientização da Companhia, gera uma economia de cerca de 17 mil MWh/ano (megawatt hora/ ano). Isso significa 12,25% do consumo anual do segmento residencial de Canguçu.

Eficiência de hospitais e escolas

Esse trabalho integra o Programa de Eficiência Energética, em vigência, pelo Grupo CEEE, no valor de R$ 8,3 milhões. No Casa Iluminada, são R$ 3,6 milhões. Além dele, a CEEE D executa, desde janeiro último, uma ação específica junto às Prefeituras, Hospitais, Unidades de Saúde, Escolas e Órgãos Públicos, visando a eficientização energética dessas unidades de serviço e a conseqüente redução do consumo de energia elétrica. O trabalho beneficia 13 hospitais e 54 escolas em diversas cidades do Estado, cujos recursos de R$ 3,9 milhões estão sendo aplicados na modernização dos prédios e podem representar uma economia mensal, especificamente no gasto com a iluminação, de 25 a 30%. A atividade consiste na troca de reatores, lâmpadas e luminárias mais eficientes, incluindo a substituição de lâmpadas incandescentes por fluorescentes compactas, além da alteração de bombas e motores no caso das estações de bombeamento de água.

O Grupo CEEE atende a Lei 9.991 - da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), de 24 de julho de 2000, que prevê a utilização de 0,5% da receita operacional líquida em projetos de eficiência energética e combate ao desperdício de energia elétrica. Na Companhia, a coordenação desse trabalho é feita pelo Departamento de Meio Ambiente e Eficiência Energética.

Foto: Fernando C. Vieira-ACS/Grupo CEEE