Notícias

Grupo CEEE recebe presidente Lula no canteiro de obras

O evento está marcado para a tarde desta sexta-feira, 05 de outubro.

Por admin / Publicado: 03/10/2007 Última modificação: 18/10/2019 16h25

Compartilhar

O presidente do Grupo CEEE, Delson Luiz Martini, e os diretores de Geração, Ricieri Dalla Valentina Junior, e de Transmissão, José Francisco Pereira Braga, participam da solenidade de início da concretagem estrutural da Usina Hidrelétrica Foz do Chapecó, nesta sexta-feira (dia 5), a partir das 15 horas. O empreendimento, de mais de R$ 2 bilhões e uma capacidade de geração de 855 MW, tem participação acionária da Companhia Estadual de Geração e Transmissão de Energia Elétrica (CEEE-GT) e é uma das obras prioritárias do programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para a região Sul.

Localizada entre os municípios de Águas de Chapecó, em Santa Catarina, e de Alpestre, no Rio Grande do Sul, a Usina envolve, também, os municípios de Nonoai, Rio dos Índios, Faxinalzinho, Erval Grande, Itatiba do Sul e Barra do Rio Azul (RS) e Caxambu do Sul, Guatambu, Chapecó, Paial e Itá (SC). As obras começaram em dezembro passado e a previsão de conclusão é de 50 meses, sendo que o primeiro gerador deverá iniciar sua operação em 2010. Durante este período, além de arrecadarem impostos, em torno de R$ 16 milhões em ISS, os municípios localizados na região serão beneficiados com a execução de 32 programas sócio-ambientais e com a geração de cerca de seis mil empregos. Atualmente, 2,2 mil operários trabalham na obra. Após a entrada da hidrelétrica em operação, serão repassados, também, mais de R$ 12 milhões por ano em royalties, que serão divididos entre os municípios atingidos e os estados.

O empreendimento é gerenciado pelo Foz do Chapecó Energia S/A, detentor da concessão da usina e, além da CEEE-GT, que tem uma participação de 9%, é formado pelas empresas CPFL (51% ) e Furnas (40%). O Consórcio Volta Grande, que é o empreiteiro responsável pelas obras, é constituído pelas empresas Camargo Corrêa, CNEC e Alstom.

Delson Martini, que também é membro do Conselho de Administração do Órgão Nacional do Sistema (ONS) - entidade que controla o sistema elétrico nacional -, lembra que o Brasil precisa agregar anualmente ao sistema elétrico nacional cerca de 4.000 MW, "o que demonstra a grandiosidade desta obra, que é o maior empreendimento de geração de energia hidrelétrica em andamento no país atualmente". Para ele, a participação da CEEE em empreendimentos dessa dimensão e importância vai proporcionar uma redução da dependência energética de outros estados, "revelando a preocupação do Governo do Estado com a geração de energia, base para o desenvolvimento da infra-estrutura e da economia do Rio Grande do Sul".

USINA HIDRELÉTRICA FOZ DO CHAPECÓ

Capacidade:

855 MW

Municípios afetados em SC

: Águas de Chapecó, Caxambu do Sul, Guatambu, Chapecó, Paial e Itá

Municípios afetados no RS

: Alpestre, Nonoai, Rio dos Índios, Faxinalzinho, Erval Grande, Itatiba do Sul e Barra do Rio Azul.

Investimento

: R$ 2 bilhões

Empregos gerados

: 6 mil

Início da implantação

: dezembro de 2006

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres