Notícias

Grupo Cuica participa da abertura dos Concertos CEEE 2009

Jovens entre 7 e 19 anos fizeram apresentação em frente ao Theatro São Pedro. Entre as atrações, tocaram o Hino Rio-grandense.

Por admin / Publicado: 28/06/2009 Última modificação: 18/10/2019 16h26

Compartilhar

A estréia do projeto Concertos CEEE 2009 trouxe atrações especiais na área de percussão ao Theatro São Pedro neste domingo (28), em Porto Alegre. O convidado e homenageado da Orquestra de Câmara Theatro São Pedro (OCTSP) foi o percussionista, compositor e pedagogo, Ney Rosauro, considerado um dos mais originais e dinâmicos percussionistas sinfônicos da atualidade. Durante uma hora e acompanhado dos músicos da OCTSP, ele encantou ao público formado por cerca de 400 pessoas tocando marimba e vibrafone, sob a regência do maestro Antônio Carlos Borges-Cunha. O presidente do Grupo CEEE, Sérgio Camps de Morais e o diretor Administrativo, Sílvio Marques, prestigiaram o evento. Neste projeto, a entrada é um quilo de alimento não perecível. A totalidade dos alimentos do primeiro espetáculo foi repassada ao Asilo Padre Cacique da capital.

O concerto e o ritmo escolhidos ao espetáculo não se restringiram apenas ao lado de dentro do teatro. Em frente ao prédio, o show continuou com uma apresentação inédita na capital feita pelos integrantes do Grupo de Percussão da Associação Cultura, Inclusão, Cidadania e Artes (Cuica), formado por jovens da periferia de Santa Maria, com idade entre 7 e 19 anos, e coordenado por dois ex-alunos do  professor Ney - na época em que estava no Departamento de Música da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) - José Everton Rossini (Zé Everton) e Eduardo Guedes Pacheco (Edu Pacheco).

Os 33 integrantes que vieram a Porto Alegre animaram e emocionaram a platéia com os seus instrumentos de percussão nas seis canções que interpretaram, entre elas o Hino Rio-grandense, acompanhado de um dos músicos da Orquestra do Theatro São Pedro. Ney Rousauro trabalhou na UFSM de 1987 a 2000 e é um dos incentivadores desse projeto social. No final do concerto, o compositor autografou o seu mais novo CD duplo “Paisagens” e repassou o valor arrecadado com a venda do álbum ao Grupo Cuica.

 Cuica une música e educação

 A história do Cuica é resultado da determinação de pessoas que enfrentaram dificuldades, estudaram e, agora, querem ver e provocar mudanças no meio em que vivem, no caso meninos e meninas das comunidades mais carentes do bairro Camobi, nas proximidades da UFSM. A paixão de um ex-bancário pela música, hoje o bacharel em percussão e professor Zé Everton, e a sua participação em um encontro Latino-Americano de Percussão em Campinas (SP), aliado aos relatos que ouviu em uma palestra sobre o papel social do percussionista, foram fundamentais para a criação deste projeto, que iniciou em fevereiro de 2005, em parceria com Edu Pacheco, professor de música na Unicruz (Cruz Alta) e na Unisc (Santa Cruz do Sul).  

Os recursos para o desenvolvimento das atividades da ONG (organização Não Governamental), que funciona em uma sede alugada, foram conseguidos através da Lei de Incentivo à Cultura. “Em 2005, captamos R$ 9 mil; em 2006 e 2007, R$ 15 a cada ano; em R$ 2008, 35 mil e neste ano R$ 50 mil. Mas, para que possamos ampliar esse trabalho, que está sendo cada vez mais procurado pelos jovens da comunidade, precisamos de mais apoio. Vendemos camisetas para aumentar a receita, mas não é suficiente”, diz Everton.

O Projeto Oficina de Percussão proporcionou, nesses quatro anos, aulas de educação musical para mais de 300 crianças provenientes de escolas públicas do ensino fundamental e médio do bairro Camobi, em Santa Maria. O grupo, composto hoje por 80 alunos, já fez apresentações em mais de 11 municípios da região central do Estado e recebeu prêmios como o Projeto Solidário, do Sesc/RS (por três anos consecutivos – 2006, 2007 e 2008), Selo Prêmio Cultura Viva do Ministério da Cultura e também foi escolhido o representante do Rio Grande do Sul no programa “Beleza do meu lugar”, do canal Futura. No sábado à noite (27), 60 integrantes fizeram a primeira apresentação solo do Grupo no Theatro Treze de Maio, em Santa Maria. O show foi gravado e integrará um DVD com um documentário sobre o Cuica, a ser lançado em breve. “Esse DVD servirá como registro de nosso trabalho, para trocarmos experiências e para integrar nosso currículo quando participarmos de concorrências públicas para apoio de projetos sociais”, explica Edu Pacheco.

 Concertos CEEE vai até novembro

Na programação de julho (no domingo, 26) nos Concertos CEEE com a Orquestra de Câmara Theatro São Pedro, o americano Nicolas Fávero e o brasileiro radicado nos EUA Milton Masciadri serão os solistas do Grand Duo Concertante, de Bottesini. Nessa mesma apresentação, após o intervalo, haverá um espaço para tangos de Gardel a Piazzolla, com Carlitos e Patrícia Magallanes (bandoneon e voz) e Dunia Elias ao piano. O segundo semestre traz Luiz Carlos Borges homenageando a Semana Farroupilha e, ainda, Yamandú Costa, Nico Nicolaiewski, Jorginho do Trompete, Denise Fontoura e a soprano Elisa Machado. O último espetáculo da temporada ocorre em 29 de novembro.

 

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres