Notícias

Inaugurada primeira quadra coberta da Afaso com recursos da Rede Bom Jesus

Representantes da Rede Bom Jesus compareceram à inauguração de quadra esportiva que beneficiará 199 jovens

Por admin / Publicado: 07/10/2010 Última modificação: 18/10/2019 16h27

Compartilhar

A Associação Famílias em Solidariedade (Afaso), no Bairro Bom Jesus, materializou o sonho de inaugurar uma quadra esportiva coberta, cujas obras de melhoria irão beneficiar as 199 crianças e adolescentes atendidos com um espaço mais adequado à realização de oficinas esportivas, lúdicas e recreativas. Entusiasmados com a novidade, os jovens solicitaram à entidade a realização de um evento de inauguração,  nesta quinta-feira (07), que foi devidamente prestigiado pelos principais representantes da Rede Bom Jesus, projeto realizado em parceria entre o Grupo CEEE e Lojas Renner, com apoio da Secretaria de Justiça e Desenvolvimento Social. O secretário estadual de Justiça, Fernando Schüler, o presidente  do Grupo  CEEE, Sérgio Camps de Morais, o gerente de Responsabilidade Social da Lojas Renner e diretor executivo do Instituto Lojas Renner, Jair Kievel, e a presidente do Conselho Deliberativo do Instituto Lojas Renner, Clarice Martins Costa, participaram da cerimônia de descerramento da placa inaugural da quadra coberta.

 

A presidente da Afaso, Maria Sílvia Guerreiro, destacou o caráter especial da cerimônia às crianças e funcionários presentes. “As crianças tiveram a idéia de organizar o evento. Agradecemos a todos os envolvidos na Rede Bom Jesus que possibilitaram a concretização deste sonho”. Aluno da Afaso, Gilmar Ferreira agradeceu em nome de todos os jovens atendidos pela entidade. “Agora, finalmente, poderemos praticar esportes em uma quadra protegida”, comemorou o estudante. O gerente de Responsabilidade Social da Lojas Renner, Jair Kievel, relembrou o início do projeto que culminou com a criação da Rede Bom Jesus. “Essa história começou em 2008, quando a Renner iniciou um diálogo com a comunidade do Bairro Bom Jesus, entendendo que, além de gerar empregos, é preciso investir no compromisso social. A exitosa parceria construída em conjunto com a CEEE e a Secretaria de Justiça tornou realidade a construção de um projeto social de alto impacto”, elogiou Jair.

 

Para o presidente do Grupo CEEE, o Bairro Bom Jesus apresenta uma série de carências e é essencial assumir compromissos com comunidades localizadas no entorno da Companhia e da Lojas Renner. “O bairro faz parte da nossa vizinhança e é importante levar educação e inclusão social. As raízes de iniciativas como a da Rede Bom Jesus estão inseridas no que há de melhor do pensamento humanista”, salientou Camps de Morais. O secretário estadual de Justiça e Desenvolvimento Social enfatizou a importância das práticas esportivas no resgate da cidadania. “Além de motivar o aprimoramento de talentos, o esporte proporciona disciplina, saúde e integração social à juventude, que, com esta ocupação, se mantém longe de variados riscos”, declarou Schüler.

 

Apresentações de dança e a simulação de uma partida de basquetebol marcaram a  estreia da cancha, batizada, mediante votação das crianças, como “Quadra de Ouro”. Os jovens mostraram aos convidados o aprendizado nas Oficinas de Dança e de Esporte, integrantes do projeto “Oficinas Lúdicas: melhoria no atendimento, realizado pela Afaso. As obras de melhoria na quadra de esportes representam um investimento permanente para a Afaso, que buscou parceiros interessados em apoiar as Oficinas Lúdicas.

 

Saiba mais sobre a Rede Bom Jesus

 

Os recursos da Rede Bom Jesus destinados à entidade possibilitaram a contratação de profissionais capacitados a ministrar aulas e a reforma da quadra esportiva. Com o objetivo de aprimorar habilidades em voleibol, basquetebol, handebol e jogos de mesa (xadrez, dama e ping pong) e de desenvolver a expressão musical, as Oficinas Lúdicas complementam o processo educativo desenvolvido pela Afaso com crianças e adolescentes de 6 a 16 anos. Realizado em turno inverso ao da escola, o atendimento engloba cursos de informática e reforço escolar, além de duas refeições diárias e acompanhamento junto às famílias.

 

Parceria inédita entre a Secretaria da Justiça, o Grupo CEEE e as Lojas Renner, o projeto Rede Bom Jesus proporcionou investimento de R$ 1 milhão no Bairro Bom Jesus, oriundo da Lei da Solidariedade, para ações de inserção no mercado de trabalho e ajuda a mulheres, crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. A iniciativa é dividida em duas partes. A primeira apoia e disponibiliza recursos a onze entidades do Bairro Bom Jesus – entre elas a Afaso. Já a segunda parte prevê os Encontros Moderados de Articulação (EMA), cujo objetivo é apoiar, mobilizar e articular os três setores da sociedade presentes na comunidade, de forma a visualizar as ações desenvolvidas e definir indicadores que irão orientar a gestão dos recursos.

 

A Lei da Solidariedade permite a renúncia fiscal de até 75% do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) por parte do governo do Estado para que as empresas e entidades do terceiro setor possam aplicar em projetos sociais. Se uma empresa recolhe até R$ 50 mil por mês de ICMS, pode contribuir com 20% em projetos sociais, abatendo 75% dos 20%.

 

Fonte: Carla Damasceno Ferreira (texto) e Beto Rodrigues (foto).

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres