Notícias

Música Antiga nas Igrejas encerra turnê neste final de semana

O último Concerto, gratuito, ocorre neste domingo, às 17h30min, na Igreja São José (Alberto Bins, 467), em Porto Alegre.

Por admin / Publicado: 09/04/2008 Última modificação: 18/10/2019 16h25

Compartilhar

O projeto Música Antiga nas Igrejas encerra neste final de semana, com dois concertos gratuitos, um em Gramado e outro em Porto Alegre. Na serra, o espetáculo acontece na Igreja São Pedro, no sábado (12), às 21h30min. Na capital, a apresentação é domingo (13) na Igreja São José (Avenida Alberto Bins, 467), às 17h30min. No programa, com duração de aproximadamente uma hora, intérpretes da música barroca, com formação na Europa, apresentam seis obras alemãs do Século XVIII, do compositor Georg Philipp Telemann. O projeto tem o patrocínio cultural do Grupo CEEE e integra as comemorações dos 65 anos da empresa.

A turnê de dez espetáculos, iniciada dia 03 de abril, e que vem reunindo, em média 350 pessoas por evento, já passou pela Igreja Evangélica Luterana do Brasil, em Santa Cruz do Sul; Catedral Diocesana, em Santa Maria; Catedral de Bagé; Igreja Nossa Senhora do Carmo, em Rio Grande; Catedral do Redentor, em Pelotas; Igreja Nossa Senhora do Carmo, em Tapes; e Igreja Santuário Santo Antônio, em Estrela. Nesta sexta-feira, 11, o concerto é, às 20 horas, na Catedral Nossa Senhora Aparecida, em Passo Fundo.

Confiança na continuidade do projeto

O grupo é integrado por Rodrigo Calveyra, fundador e diretor artístico do Instrumentarium, na flauta doce; Manfred Kraemer, no violino barroco; Diego Nadra, no oboé barroco; Juan Manuel Quintana, na viola da gamba; e Jorge Lavista, no cravo. O Instrumentarium foi formado, em 1995, com a proposta de executar música antiga com instrumentos de época, como a tiorba, peça da família do alaúde de quase dois metros de comprimento, tocada de forma semelhante ao violão e a viola da gamba. "Dependendo do projeto a ser executado, chamamos diferentes músicos", conta Rodrigo que se formou em flauta doce na Schola Cantorum Basiliensis, na Suíça, e, atualmente, mora em Lion, na França. Em dez anos, já foram realizados 140 concertos.

Rodrigo considera esta a melhor turnê e espera poder realizar, em 2009, novamente o projeto no Estado. "Estamos felizes, porque, a cada edição, o público conhece mais a música barroca, gosta e prestigia", comemora o diretor de projeto. Ele lembra que, apesar das composições serem tocadas nas igrejas, a temática não é religiosa. "A música Barroca é histórica e vem antes do estilo clássico. Escolhemos tocar em igrejas, por causa da boa acústica e para valorizar as belas construções desse tipo espalhadas pelo Estado, além de serem locais cuja estética lembra a barroca", explica. Ainda de acordo com o diretor do projeto, na Europa, é muito comum a apresentação de concertos ser em igrejas. "Quando nos apresentamos na Europa, somos mais um entre muitos, aqui o gosto é especial, pois estamos próximos de casa", acrescenta.

Composições de Georg Philipp Telemann

O compositor dessa edição é Georg Philipp Telemann (1681 – 1767) e a apresentação é composta pelas músicas: Quarteto em SolM para flauta doce, violino, oboé e baixo contínuo; Trio em Lam para flauta doce, oboé e baixo contínuo; Quarteto em SolM para violino, oboé, viola da gamba e baixo contínuo; Trio em Lam para flauta doce, violino e baixo contínuo; Trio em FaM para flauta doce, viola da gamba e baixo contínuo; Quarteto em Lam para flauta doce, violino, oboé e baixo contínuo.

Georg Philipp Telemann é considerado o compositor mais produtivo de todos os tempos. Nascido em Magdeburg, na Alemanha, foi contemporâneo de Johann Sebastian Bach e padrinho de um de seus filhos, Carl Philipp Emanuel. Por imposição da família, Telemann iniciou os estudos de direito na Universidade de Leipzig, que abandonou em seguida para assumir o cargo de regente da Ópera da mesma cidade. Em 1720, a sua intensa vida artística culminou com o cargo de maestro das cinco maiores igrejas de Hamburgo, onde compunha duas cantatas por semana. Foi um dos mais prestigiados compositores de sua época, e sua música teve grande influência nas gerações que o sucederam.

Na foto, Diego, Manfred, Juam, Jorge e Rodrigo, do Grupo Instrumentarium

Foto: Fernando C. Vieira - ACS/Grupo CEEE

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres