Notícias

Mostra de cinema leva público ao passado

Francisco Damasceno Ferreira era o proprietário do antigo cinema Recreio Ideal.

Por admin / Publicado: 22/11/2009 Última modificação: 18/10/2019 16h26

Compartilhar

O Centro Cultural CEEE Erico Verissimo (CCCEV), localizado na Rua dos Andradas, 1223, em parceria com o Núcleo de Especiais da RBS TV, realiza, de 24 a 28 de novembro de 2009, no 4º andar, uma mostra de 21 filmes do Núcleo de Especiais da RBS TV com temática sobre o Centro Histórico. Intitulada Recreio Ideal, a exibição traz em sua denominação uma homenagem a este antigo cinema porto-alegrense fundado em 1907 e que, nos idos das décadas de 10 e 20, tinha como proprietário o advogado Francisco Damasceno Ferreira (1875-1953), um dos visionários empresários da época que apostaram na Sétima Arte. A iniciativa também irá homenagear sua segunda esposa, Emma Augusta Barth Besseler (1897-1994), que trabalhava como pianista nesta sala de cinema. A mostra integra a comemoração pelo aniversário de dez anos do Núcleo de Especiais da RBS TV.

 

Fotos de época, referências aos recursos empregados no início do século, como o uso do piano para envolver os espectadores, e os horários das sessões de cinema irão contribuir para transportar o visitante rumo à era inicial das salas de cinema e para inseri-lo ainda mais no clima nostálgico da história do Centro da cidade nos últimos 180 anos. As sessões farão referência aos horários das matinées, que aconteciam no período diurno, e das soirées, que ocorriam à noite, as quais eram intercaladas, no Cine Recreio Ideal, por apresentações de orquestras, cantores e teatro de revista. Proprietário da Cia. Damasceno Ferreira e representante da Cia. Cinematográfica Brasileira, Francisco detinha uma série de salas na cidade, a exemplo do Cine Avenida, localizado à Rua da Ladeira e inaugurado com filme Quo Vadis, e do Força e Luz – coincidência ou não homônimo do prédio que atualmente abriga o CCCEV e o Museu da Eletricidade do Rio Grande do Sul (MERGS).

 

Um dado curioso é que o seu escritório de advocacia estava situado ao lado do Clube dos Caçadores, na Rua Nova (atual Andrade Neves) - concorrido clube noturno da época que será enfocado na exposição sensorial de percurso Viagem ao Centro da Luz, que terá início também no dia 24 de novembro. Neste período de cinema mudo, quando os artistas mais famosos da época eram Theda Bara, ícone da beleza vamp, Bela Hisperia, e Tulio Carminatti, Damasceno fundou, ainda, cinemas no interior do Estado, nas cidades de Pelotas, Caxias do Sul e Santa Maria.

 

Confira a programação da mostra Recreio Ideal:

 

24 de novembro, terça-feira

 

16h às 18h

O Mistério dos Túneis

Os misteriosos caminhos subterrâneos no centro de Porto Alegre. Roteiro e direção de Gilberto Perin.

 

A Tragédia da Rua da Praia

A história do primeiro grande assalto no centro de Porto Alegre, no início do século XIX. Direção de Rogério Brasil Ferrari.

 

O Príncipe Negro

Um nobre africano escolheu a cidade de Porto Alegre para viver e difundiu a religião africana, protegendo a cidade e fazendo uma cerimônia no Mercado Público. Direção de Claudinho Pereira.

 

O Resto é Silêncio

Um corpo de mulher cai do alto de um edifício em pleno Centro de Porto Alegre. Crime ou suicídio? Adaptação da obra de Erico Verissimo. Direção de Marcio Schoenardie, com Jairo Andrade e Ida Celina.

 

A Prisioneira do Castelo

No centro de Porto Alegre, um homem apaixonado construiu um castelo medieval para aprisionar uma das mais belas mulheres da capital. Direção de Bethânia Furtado.

 

As Torres Malditas

A lenda sobre a construção da Igreja das Dores, no centro de Porto Alegre. Direção de Hique Montanari.

 

Os Crimes da Rua do Arvoredo

O famoso caso do açougueiro que fazia lingüiça de carne humana. Direção de Rogério Ferrari, com Júlio Andrade e Nelson Diniz.

 

 

18h30 às 19h30

Ponto de Vista

A emocionante história de um taxista, uma cantora e um cego. Direção de Bethânia Furtado, com Sirmar Antunes, Carlos Cunha e Lívia Perroni.

 

As Loucuras de Qorpo Santo

A polêmica história do dramaturgo Qorpo Santo.

 

Mistérios de Porto Alegre

Duas adaptações de contos do livro Mistérios de Porto Alegre, de Moacyr Scliar: Hotel dos Corações Solitários e Aventuras no Carnaval (ou: Labirintos do Inconsciente). Direção de Cristiano Trein e Chino Deniz, com Felipe de Paula e Ivo Schergl Jr.

 

 

25 de novembro, quarta-feira

 

12h30 às 14h30

Porto Alegre de Quintana

A relação de Mario Quintana com Porto Alegre, a cidade que ele escolheu para viver e que dedicou muitos de seus poemas. Direção de Gilson Vargas e Fabiano de Souza, com Zé da Terreira e Marcelo Restori.

 

Sou Eu Mesmo

Vida e obra do poeta Mario Quintana. Direção de João Guilherme Barone.

 

Quintana e As Musas

Uma interpretação do processo de concepção dos poemas de Mario Quintana. A direção é de Marcio Schoenardie, com Luiz Paulo Vasconcellos.

 

 

26 de novembro, quinta-feira

 

12h30 às 14h

É pra Presente

As emoções de personagens que vivem, trabalham e pesquisam em uma livraria no centro da cidade. Direção de Camila Gonzatto, com Sissi Venturin e Luiz Paulo Vasconcellos.

 

Dia de Estrela

A agitação cultural de Porto Alegre, nos anos 1960, através do romance entre um projecionista de cinema e uma cabeleireira. Direção Rafael Figueiredo, com Sissi Venturin, Júlio Andrade e Zé Adão Barbosa.

 

O Rádio Foi Só o Começo

Um jovem recebe a proposta para vender a antiga loja do avô, no centro de Porto Alegre, e lembra fatos que marcaram a década de 1960. Roteiro e direção de Camila Gonzatto e Frederico Pinto. Com Leonardo Machado e Vanise Carneiro.

 

Além do Futebol Queremos Anistia

Momentos que marcaram o país na década de 1970 e o destino de uma loja após a morte do antigo dono, o seu avô. Roteiro e direção Camila Gonzatto e Frederico Pinto. Com Leonardo Machado e Rafael Sieg.

 

Salão Aurora

Uma antiga barbearia do centro de Porto Alegre é transformada em um moderno salão de beleza. Direção de Camila Gonzatto, com Jairo de Andrade, Miguel Ramos, João França e Leonardo Machado.

 

Mistério Farroupilha

Os mistérios da Maçonaria e da Igreja Católica durante a Revolução Farroupilha. Direção de Marta Biavaschi.

 

A Vítima da Serpente

Em 1901, um crime passional chocou Porto Alegre. Direção de Drégus de Oliveira, com Larissa Maciel e Daniel Bacchieri.

 

16h às 17h30

Porto Alegre de Quitnana

 

Sou Eu Mesmo 

 

Quintana e As Musas

 

 

27 de novembro, sexta-feira

 

12h30 às 14h30

Noite

 

O Mistério dos Túneis

 

A Tragédia da Rua da Praia

 

O Príncipe Negro

 

16h às 16h45

Noite                                 

 

 

28 de novembro, sábado

 

11h30 às 14h

O Resto é Silêncio

 

A Prisioneira do Castelo

 

As Torres Malditas

 

Os Crimes da Rua do Arvoredo

 

Ponto de Vista

 

As Locuras de Qorpo Santo

 

 

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres