Notícias

Municípios da região de Camaquã recebem Programa Casa Iluminada

O evento beneficia oito municípios da região Centro Sul do Estado.

Por admin / Publicado: 31/05/2007 Última modificação: 18/10/2019 16h25

Compartilhar

O presidente do Grupo CEEE, Delson Luiz Martini, esteve nesta sexta-feira (01), na região Centro Sul, participando do lançamento do Programa Casa Iluminada e apresentando o plano de investimentos da Companhia para o ano de 2007. O lançamento do Programa Casa Iluminada ocorreu, às 14 horas, na Câmara Municipal de Camaquã, e está sendo executado, além de Camaquã, nos municípios de Arambaré, Tapes, Dom Feliciano, Cristal, Sentinela do Sul, Sertão Santana e Cerro Grande do Sul, beneficiando mais de cinco mil consumidores de baixa renda, o equivalente a cerca de 20 mil pessoas em toda a região.

O Programa Casa Iluminada, realizado pelo Governo do Estado, Grupo CEEE e prefeituras municipais, prevê a distribuição de 278.782 lâmpadas fluorescentes a 141.107 consumidores de baixa renda, com consumo mensal entre 31kwh e 79kwh, residentes num dos 72 municípios integrantes da área concessão da CEEE D. A medida visa substituir lâmpadas incandescentes de 60 watts pelas lâmpadas fluorescentes de 15 watts, ocasionando um ganho de luminosidade e, principalmente, uma redução significativa no consumo das residências. A utilização deste tipo de lâmpada é mais vantajosa, porque reduz o consumo de energia em até 80%, dura oito vezes mais que as comuns e possui luminosidade equivalente a uma lâmpada incandescente de 60 watts.

O Projeto é desenvolvido pelo Departamento de Eficientização, Pesquisa &

Desenvolvimento da CEEE D, com o auxílio das Divisões Regionais do Grupo CEEE, sob regulamentação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Investimento superior a R$ 38 milhões para a região

Além desse compromisso, o presidente Delson Martini, apresentou, na sede da empresa em Camaquã, o plano de investimentos do Grupo CEEE, com ênfase aos projetos que estão sendo executados na região, onde a empresa atende 13 municípios. Na exposição, Delson Martini citou as prioridades da gestão, com ênfase às áreas de transmissão e distribuição de energia elétrica. O presidente ressaltou que o trabalho está direcionado para aumentar a eficiência e zerar o déficit operacional que, em 2006, foi de R$ 60 milhões.

Em todo segmento de atuação do Grupo CEEE (geração, transmissão e distribuição), o investimento previsto chega a R$ 300 milhões. "A nossa prioridade, nestes três meses à frente do Grupo, foi traçar estratégias e definir ações junto às áreas para a implantação de um programa importante para a infra-estrutura energética do Estado, que tem o objetivo principal de trazer melhorias aos indicadores técnicos da empresa, reduzir as perdas comerciais e aumentar a receita. Ainda este ano, queremos alcançar um lucro de R$ 20 milhões", diz Delson, acrescentando que é fundamental que o mercado perceba que o Grupo CEEE caminha na direção da recuperação financeira. Segundo ele, a instituição precisa ter condições financeiras para participar deste importante momento mundial, que são os investimentos do setor eletro-energético.

Com as obras de ampliação de subestações e construção de novas linhas de energia, os valores para melhorar as condições de fornecimento aos mais de 70

mil clientes atendidos pela Distribuidora na Região Centro Sul ultrapassam aos R$ 38,9 milhões neste ano. Entre os principais empreendimentos que beneficiarão à região aparecem a ampliação na subestação de São Lourenço e Recondutoramento da Linha de Transmissão entre as Subestações Camaquã 1 e São Lourenço, a ampliação da Subestação Camaquã 2 e a construção da Linha de Transmissão Nova Santa Rita - Porto Alegre 9.

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres