Notícias

Polícia prende donos de mercado e de bar em Porto Alegre por furto qualificado de energia elétrica

Valor desviado e que será cobrado pela CEEE Distribuição dos proprietários é de R$ 213,3 mil

Por admin / Publicado: 29/07/2016 Última modificação: 18/10/2019 16h28

Compartilhar

Mais uma ação conjunta da CEEE com a Polícia Civil neste mês resultou na prisão, em flagrante, por roubo de energia elétrica de duas pessoas em Porto Alegre. Um dos locais fiscalizados foi um supermercado localizado na Rua Armando Pedro da Rosa, esquina com João Antonio da Silveira, na zona Sul da Capital, e outro, um bar na Rua Banco do Comércio, bairro Santa Teresa. Esta foi a quarta prisão realizada pela Polícia Civil neste mês por furto qualificado de energia elétrica da rede da CEEE Distribuição.

Os dois locais investigados não possuíam medição e desviavam toda energia usada pelos estabelecimentos por meio de ramais irregulares ligados de forma clandestina na rede da CEEE. Conforme cálculos dos técnicos da Companhia e levando-se em consideração os equipamentos existentes nos dois comércios e o tempo do desvio, o valor devido à concessionária pela energia consumida e não faturada é de R$ R$ 199,7 mil por parte do proprietário do mercado, e de R$ 13,6 mil pelo dono do bar.

As prisões foram feitas na quarta-feira, 27, pelos agentes da Delegacia de Polícia de Repressão aos Crimes contra o Patrimônio das Concessionárias e Serviços Delegados (DRCP), após a comprovação da fraude pela equipe do Instituto Geral de Perícias (IGP).

Através do trabalho de rotina das equipes de fiscalização, a CEEE Distribuição já recuperou aos cofres de Companhia, no primeiro semestre deste ano, R$ 11 milhões em decorrência das ações de cobrança efetuadas.

 

Imagens das matéria da CEEE estão disponíveis para download em http://www.flickr.com/photos/grupoceee, mediante citação da fonte.

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres