Notícias

Presidente do Grupo CEEE debate problemas de energia com comunidade da Lomba do Pinheiro

Delson Martini participou, neste sábado, 15, do 1º Seminário - Lomba do Presente: a reforma urbana e ações práticas.

Por admin / Publicado: 14/09/2007 Última modificação: 18/10/2019 16h25

Compartilhar

O presidente do Grupo CEEE, Delson Luiz Martini, foi um dos participantes, neste sábado, dia 15, do 1º Seminário “A Lomba do Presente: a reforma urbana e ações práticas”, ocorrido na Lomba do Pinheiro, sob a iniciativa da vereadora Maristela Maffei.

Dirigindo-se a autoridades, lideranças sindicais e comunitárias, presentes no CTG Pousada da Figueira, Delson Martini falou do Plano de Investimentos do Grupo, lançado recentemente no Palácio Piratini, e disse que a Lomba do Pinheiro não tem apresentado mais problemas no fornecimento de energia desde o ano passado, quando foi instalado na subestação Porto Alegre 14, que abastece a região, um transformador adicional, o que acabou com oscilações dos níveis de tensão da rede. Ressaltou, no entanto, que a região sul da Capital apresenta problemas sérios porque é região para onde a cidade está crescendo em função da disponibilidade de espaço. Disse que o bairro Restinga apresenta os maiores problemas “em função da grande quantidade de vilas irregulares, que se utilizam de ligações clandestinas, sobrecarregando a rede e gerando uma série de prejuízos aos consumidores, além dos riscos de incêndios ou outros acidentes”.

O presidente da CEEE explicou que a Companhia vem fazendo reuniões constantes com o Ministério Público da Habitação e com a Prefeitura para buscar uma solução para o caso. “A CEEE tem o máximo interesse de eletrificar legalmente essas regiões, mas como se tratam de vilas irregulares, precisamos de autorização do proprietário que, em condição de litígio com os moradores, nos impossibilita de entrar para providenciar a implantação das redes”, disse, anunciando a liberação, através do Plano de Investimentos, de R$ 3,4 milhões destinados para a universalização do meio urbano, e de R$ 11,64 milhões para melhorias de redes na área de distribuição. “A instalação regular proporciona melhor energia, além do exercício da cidadania, já que o consumidor passa a ter um registro de endereço, que vem na sua conta de luz”, conclui.

Questionado pela vereadora Maristela Maffei sobre o Ceitec (Centro de Excelência em Tecnologia Eletrônica Avançada), Delson Martini afirmou que, para o Centro de Excelência poder funcionar plenamente, será necessária uma linha exclusiva para seu atendimento, o que será viabilizado a partir de um convênio entre o Governo do Estado e a CEEE.

A vereadora Maristela Maffei agradeceu aos painelistas e disse que conta com a parceria da CEEE na luta pelo Ceitec.

Também participaram do Seminário, na parte da tarde, o Secretário Municipal do Planejamento, José Fortunatti, o Superintendente da Caixa Econômica Federal, Ruben Pickrodt, o deputado estadual, Raul Carrion, e o economista do Sinduscon, Marco Túlio Ferreyro.  

Na foto, explanação do presidente Delson Martini.

Foto de Fernando C. Vieira - ACS/Grupo CEEE

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres