Notícias

Programa Casa Iluminada beneficia mais de sete mil clientes da CEEE de Guaíba e Eldorado do Sul

O Programa Casa Iluminada vai até agosto.

Por admin / Publicado: 05/03/2008 Última modificação: 18/10/2019 16h25

Compartilhar

Mais de 14 mil lâmpadas eficientes compactas de 20 Watts, com reator eletrônico integrado e selos Procel e Inmetro, estão sendo entregues para sete mil clientes da Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica (CEEE D) nos municípios de Guaíba e Eldorado do Sul. Esses consumidores foram selecionados pela empresa por possuírem ligação monofásica e baixo consumo de energia elétrica nas suas residências e integram a primeira etapa do Programa Casa Iluminada. O lançamento do projeto nessas duas cidades ocorreu, nesta quarta-feira (05), com a presença, entre outras autoridades, do diretor de Distribuição do Grupo CEEE, Rogério Sele da Silva, e do prefeito de Guaíba, Manoel Rodrigues Stringhini,

Na ocasião, Stringhini agradeceu pelos serviços e melhorias que o Grupo CEEE está levando ao município nos últimos tempos. "Além do Casa Iluminada, recentemente recebemos a duplicação da subestação de energia Guaíba 2, que trouxe benefícios a toda nossa comunidade", destaca.

O diretor do Grupo CEEE, Rogério Sele, lembrou da função social da Companhia, o que, em parte, pode ser atendido pelo Casa Iluminada, que já está na sua segunda edição. Em 2007, foram entregues 245 mil lâmpadas. Essa ação, em conjunto com os outros programas de eficientização da Companhia, gera uma economia de cerca de 17 mil MWh/ano (megawatt hora/ ano). "Isso significa 34,75% do consumo anual do segmento residencial de Guaíba, o que é importante, especialmente por que o setor residencial de energia na área de concessão da CEEE é o que apresentou maior consumo no ano passado. O índice foi superior a 6%", diz. Neste ano, até o final do projeto, em agosto de 2008, serão distribuídas 291.796 lâmpadas fluorescentes para 145.898 pessoas.

Programa atinge toda área de concessão

A primeira etapa do projeto encerra em 17 de março. Na segunda fase do Casa Iluminada, de 20 de março a 05 de abril, haverá quiosques em Santa Vitória do Palmar, Rio Grande, Arroio Grande e Jaguarão. Os clientes em Chuí, Pedro Osório, Morro Redondo, Herval e Cerrito deverão aguardar a visita da CEEE para a troca das lâmpadas. A terceira etapa, de 07 a 23 de abril, abrange Piratini, Canguçu, Pelotas e São José do Norte. De 25 de abril a 04 de maio, o Programa, com quiosque nas praças, estará em Camaquã, São Lourenço, Tapes, Santo Antônio da Patrulha e Viamão. Consumidores de Turuçu, Cristal, Arambaré, Sentinela do Sul, Cerro Grande do Sul, Sertão Santana, Chuvisca e Amaral Ferrador serão procurados pela empresa. Na quinta etapa, a partir da segunda quinzena de maio, as tendas estarão em Dom Feliciano, Encruzilhada do Sul, Pinheiro Machado, Butiá e Arroio dos Ratos. Nesse mesmo período, a Companhia vai até a residência dos clientes em Mariana Pimentel, Barra do Ribeiro, Pantano Grande e Minas do Leão. O projeto, que se estende até o mês de agosto, encerra por Charqueadas, São Jerônimo e Porto Alegre. Na capital, haverá três quiosques, nos bairros Restinga, Teresópolis e na Avenida Assis Brasil, junto ao Strip Center.

Outro projetos de eficientização

Além desse programa, a CEEE D está executando, desde janeiro último, uma ação específica junto às Prefeituras, Hospitais, Unidades de Saúde, Escolas e Órgãos Públicos, visando a eficientização energética dessas unidades de serviço e a conseqüente redução do consumo de energia elétrica. O trabalho beneficia 13 hospitais e 54 escolas em diversas cidades do Estado, cujos recursos de R$ 3,9 milhões estão sendo aplicados na modernização dos prédios e podem representar uma economia mensal, especificamente no gasto com a iluminação, de 25 a 30%. A atividade consiste na troca de reatores, lâmpadas e luminárias mais eficientes, incluindo a substituição de lâmpadas incandescentes por fluorescentes compactas, além da alteração de bombas e motores no caso das estações de bombeamento de água.

Essa ação do Grupo CEEE atende a Lei 9.991 - da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), de 24 de julho de 2000, onde as concessionárias de energia elétrica devem aplicar 0,5% de sua receita operacional líquida em projetos de eficiência energética (combate ao desperdício de energia elétrica). No Grupo CEEE, a coordenação dos projetos é do Departamento de Meio Ambiente e Eficiência Energética.

 

Foto: Fernando C. Vieira - ACS/Grupo

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres