Notícias

Programa Casa Iluminada da CEEE chega a Porto Alegre

Programa beneficia mais de 32 mil famílias de Porto Alegre.

Por admin / Publicado: 10/06/2008 Última modificação: 18/10/2019 16h25

Compartilhar

O Grupo CEEE iniciou nesta quinta-feira, 12 de junho, a sexta e última etapa do Programa Casa Iluminada, trabalho que será dividido em duas fases e que prevê a troca de lâmpadas incandescentes por fluorescentes compactas, beneficiando mais de 32 mil famílias da capital. Na primeira fase, que vai até 28 de junho, haverá quiosques no Largo Glênio Peres, junto ao Mercado Público, centro da capital, e na praça Ernesto Ludwig, na Avenida Assis Brasil, ao lado do Strip Center, zona norte de Porto Alegre. Nos dois locais, o atendimento ocorre de segunda à sábado, da 8 às 19 horas.

De 23 de junho a 05 de julho, os postos, abertos no mesmo horário dos anteriores, estarão na praça Guia Lopes, na avenida Teresópolis, e na Esplanada da Restinga, na avenida João Antônio da Silveira. Ao todo, na capital, serão trocadas 64,5 mil lâmpadas incandescentes por fluorescentes compactas de 20 Watts, com reator eletrônico integrado. Nesse mesmo período e horário, outras 1,3 mil famílias de São Jerônimo poderão fazer a troca de 2,6 mil lâmpadas numa tenda instalada na praça Júlio de Castilhos. Os consumidores dessas localidades foram selecionados por possuírem ligação monofásica e baixo consumo de energia elétrica. O projeto completo, que iniciou em março último, inclui a entrega de 291.796 lâmpadas eficientes - com selo Procel e Inmetro – para 145.898 famílias em toda área de concessão da Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica (CEEE D). Até agora, o projeto já atingiu mais de 100 mil famílias em 60 cidades gaúchas.

Benefícios

Segundo o diretor de Distribuição da CEEE, Rogério Sele da Silva, as lâmpadas fluorescentes utilizadas pelo Programa proporcionam uma redução de até 80% no consumo de energia elétrica e duram até oito vezes mais que as comuns, possuindo luminosidade equivalente a uma incandescente de 100 Watts. "No caso de uma de 60 Watts, a redução é de 67%", diz. Sele acrescenta que essa ação, em conjunto com os outros programas de eficientização da Companhia, gera uma economia de cerca de 17 mil MWh/ano (megawatt hora/ano). "Em termos comparativos, isso equivale ao consumo, durante um mês, de todas as 112,6 mil instalações residenciais e rurais existentes em Pelotas, onde a CEEE possui mais de 123 mil consumidores".

Esse trabalho integra o Programa de Eficiência Energética, em vigência, pelo Grupo CEEE, no valor de R$ 8,3 milhões. No Casa Iluminada, são R$ 3,6 milhões. Além dele, a CEEE D executa uma ação específica junto às Prefeituras, Hospitais, Unidades de Saúde, Escolas e Órgãos Públicos, visando a eficientização energética dessas unidades de serviço e a conseqüente redução do consumo de energia elétrica. O trabalho beneficia 13 hospitais e 54 escolas em diversas cidades do Estado, cujos recursos de R$ 3,9 milhões estão sendo aplicados na modernização dos prédios e podem representar uma economia mensal, especificamente no gasto com a iluminação, de 25 a 30%. Em Porto Alegre, a ação beneficia o Pronto Socorro, o Hospital de Clínicas e o Instituto de Cardiologia, além de 20 escolas estaduais e estações de bombeamento do DMAE (Departamento Municipal de Água e Esgoto) num investimento de R$ 1,34 milhão. A atividade consiste na troca de reatores, lâmpadas e luminárias, incluindo a substituição de lâmpadas incandescentes por fluorescentes compactas, além da alteração de bombas e motores no caso das estações de bombeamento de água.

Com essas ações, o Grupo CEEE atende a Lei 9.991 - da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), de 24 de julho de 2000, que prevê a utilização de 0,5% da receita operacional líquida em medidas de eficiência energética e combate ao desperdício de energia elétrica. Na Companhia, a coordenação desse trabalho é feita pelo Departamento de Meio Ambiente e Eficiência Energética.