Notícias

RS economiza 4,5% no horário de ponta de consumo

Resultado dos 119 dias registra uma redução de 0,5% no consumo total do Estado ?

Por admin / Publicado: 12/02/2009 Última modificação: 18/10/2019 16h26

Compartilhar

Com o encerramento, neste sábado, 14, à meia noite, do horário de verão, os relógios deverão ser atrasados em uma hora nas cidades das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Segundo a área de operação do Grupo CEEE, mesmo ainda sem os relatórios finais, a medida iniciada em 19 de outubro de 2008 foi responsável por uma redução de carga de cerca de 4,5% no horário de demanda máxima do sistema, no Rio Grande do Sul, e uma queda no consumo total do Estado de cerca de 0,5%. Esta, que é a 38ª edição do Horário Brasileiro de Verão, atingiu regiões onde o aproveitamento da luz solar nessa época do ano é mais eficiente, com o objetivo de reduzir o consumo de energia de elétrica, através do melhor aproveitamento da iluminação natural.

A estimativa do Sistema Interligado Nacional é que a economia no consumo em todo o País fique entre 4% e 5% na demanda no horário de pico, o que representa cerca de 2,1 mil MW (megawatts). Especificamente no Rio Grande do Sul a economia é na ordem de 165 MW.

Segundo o diretor de Transmissão do Grupo CEEE, José Francisco Pereira Braga, o horário de verão é importante, porque ameniza os efeitos de crescimento do consumo nos períodos de maior demanda ao longo do dia, especialmente pelo desencontro do uso da energia elétrica pelos diferentes segmentos de consumidores, aliviando, com isso, o sistema elétrico brasileiro nesses momentos de pico. Ressalta que, com o horário de verão, o Rio Grande do Sul economizará cerca de 48.700 MWh, o equivalente ao consumo do município de Capão da Canoa durante os meses de verão.  

A demanda máxima esperada pelo Grupo CEEE, ainda para este verão, deverá superar o último recorde na demanda da energia no Estado, que ocorreu no dia 10 de janeiro do ano passado, às 14h31, quando a temperatura era de 35,6ºC. Naquela data, o Centro de Operação do Sistema da Companhia Estadual de Geração e Transmissão de Energia Elétrica registrou a marca de 4.823 MW.

Na área de atuação da CEEE-D, responsável pelo atendimento a 72 municípios das regiões Sul e Sudeste, a economia será de cerca de 17.700 MWh, ou o equivalente a dois meses do consumo de energia em Bagé, que tem uma população superior a 122 mil habitantes.

 

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres