Notícias

Trabalho da CEEE e da Polícia Civil corta luz em motéis e Casa de Prostituição em Porto Alegre

Carga desviada pode ser superior a 180 mil watts, com perdas que podem chegar a R$ 90 mil

Por admin / Publicado: 02/09/2010 Última modificação: 18/10/2019 16h27

Compartilhar

Três motéis e uma casa de prostituição de Porto Alegre tiveram a energia elétrica cortada por fraude nas ligações. O balanço é resultado parcial de uma operação de 48 horas realizada por técnicos da Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica (CEEE-D) e da Delegacia de Repressão aos Crimes contra o Patrimônio Público (DRCP), que se encerrou nesta quinta-feira. Estimativas iniciais dão conta de que o total de carga desviada nestes locais pode ultrapassar os 180 mil Watts. Segundo o Departamento de Grandes Clientes e Perdas Comerciais da CEEE-D, ainda não é possível estabelecer o valor total que este desvio representa no faturamento da empresa, mas um primeiro cálculo indica que esses furtos possam ter chegado a um valor equivalente a R$ 90 mil que a Empresa de energia teria deixado de arrecadar. Quatro pessoas foram encaminhadas à Delegacia de Polícia, onde foi lavrado o flagrante.

A última autuação foi feita em uma casa de prostituição, na rua Marcílio Dias, bairro Azenha, em Porto Alegre. No local, em que também havia outros apartamentos ocupados pela proprietária da Casa (que foi autuada em flagrante), duas salas tiveram o fornecimento interrompido em função do uso irregular de energia e uma, por falta de pagamento. O desvio era utilizado para a ligação de equipamentos cujo consumo é maior, enquanto o restante do local era abastecido formalmente pela Companhia. A energia furtada servia para o funcionamento de três freezers, cinco máquinas de cartões de crédito e um ar-condicionado. Essa ação contou, ainda, com o auxílio do DENARC, DECA e DEIC.

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres