Notícias

Usina Leonel de Moura Brizola completa 50 anos

Convidados, autoridades e empregados comemoram 50 anos da Usina Leonel de Moura Brizola em clima de homenagens e lembranças

Por admin / Publicado: 29/09/2012 Última modificação: 18/10/2019 16h28

Compartilhar

Mesmo a chuva e o clima úmido não impediram que os vários convidados empregados e homenageados acompanhassem as comemorações dos 50 anos da Usina Hidrelétrica Leonel de Moura Brizola, do Grupo CEEE, inaugurada em setembro de 1962, pelo ex-presidente João Goulart e pelo ex-governador Leonel de Moura Brizola. A unidade geradora tem uma potência instalada de 180 MW (megawatts), possui seis grupos geradores e é alimentada pelas águas do Rio Jacuí represadas pelo reservatório da barragem Maia Filho. O evento ocorreu neste sábado (29) no município do Salto do Jacuí, Região Alto do Jacuí.

A programação incluiu registros históricos da trajetória da Usina e homenagens especiais para os empregados mais antigos, muitos deles que ainda continuam morando no mesmo local, na cidade de Salto do Jacuí, originada por aqueles que trabalharam na construção das usinas que fazem parte do Sistema Jacuí. O complexo da região é formado pelas Usinas de Ernestina (4,8 megatts), a Leonel de Moura Brizola, inaugurada em 30 de setembro de 1962 (180 MW), Passo Real, em 1973, com a capacidade instalada de 158 megawatts e Itaúba, inaugurada em 1978, com a potência de 500 megawatts. Faz parte, também, das geradoras do Rio Jacuí, a Usina Hidrelétrica de Dona Francisca, com 125 MW, em funcionamento desde 2001, onde a CEEE é uma das empresas participantes do consórcio proprietário e operadora da Usina.

Para o diretor de geração do Grupo CEEE, Carlos Ronaldo Vieira Fernandes,  “a Usina proporciona retornos de investimentos que possam servir de alavancagem para o Grupo CEEE construir outras usinas, especialmente, as eólicas programadas.” Ele ressaltou o trabalho dos empreendedores, daqueles que construíram a usina e lembrou a mudança de nome, em 2005. Ele disse que foi justo, já que ela foi construída, em sua maior parte, durante o governo do ex-governador Leonel de Moura Brizola.

Para o secretário de Infraestrutura e Logística, Beto Albuquerque, uma usina deste porte, que passa 50 anos gerando energia, tendo paradas somente para manutenção, demonstra que Leonel Brizola e João Goulart tiveram uma visão de buscar na natureza o desenvolvimento do Estado, pois este empreendimento  é uma marco para o Rio Grande do Sul. Ele concluiu dizendo que o Grupo CEEE encontra-se em uma nova fase, de recuperar a sua capacidade de investimento, relembrando que até o final de 2014, a Companhia irá investir R$ 3,1 bilhões em projetos das áreas de infraestrutura energética nos segmentos de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica. 

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres