Notícias

Uso e consumo consciente de energia é matéria de sala de aula

Programa Escolegal Energia inicia nesta segunda-feira, 10.

Por admin / Publicado: 08/11/2008 Última modificação: 18/10/2019 16h26

Compartilhar

Com o intuito de trabalhar o tema da importância da energia elétrica nas escolas, começa nesta segunda-feira, dia 10 de novembro, o Programa Escolegal Energia. O projeto piloto de educação e conscientização sobre o uso e consumo de energia elétrica inicia, às 13h30, na Escola Estadual de Ensino Fundamental Oscar Schmitt, localizada na avenida dos Pescadores, 690, na Ilha das Flores, em Porto Alegre. Na quarta-feira, 12, a atividades ocorre em mais duas escolas. Das 8 horas às 11h30, na Escola Mané Garrincha, na Avenida Erico Verissimo 1253, bairro Menino Deus, e das 13h30 às 17 horas, na  Monte Líbano, que fica na rua Lemuria 10, em Ipanema. As ações são desenvolvidas pelo ICDE – Instituto de Combate à Fraude e Defesa da Concorrência, com o apoio da Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica (CEEE D), através da Divisão de Medição e Proteção da Receita.

Na primeira etapa, as ações envolverão, até dia 14 de novembro, três escolas públicas de Porto Alegre, com atividades para alunos, professores e comunidade. Segundo o diretor do instituto, Rodrigo Lagreca, as ações visam atender três objetivos distintos: “educar para o correto consumo de energia elétrica, conscientizar quanto aos riscos dos ilícitos nessa prática (“gatos”) e gerar emprego e renda nas comunidades mais carentes. São demandas não apenas da ANEEL, o agente regulador do setor elétrico, mas de toda a sociedade”. O coordenador do projeto acredita que, ao atender esses objetivos, a conseqüência direta será a melhora da qualidade de vida nas comunidades atendidas.

Ao mesmo tempo em que atende às questões específicas do consumo de energia elétrica, o projeto aborda também a necessidade de atenção às práticas ilícitas socialmente aceitas nas comunidades.  O tema dos riscos associados a esses ilícitos (“gatos”), como choques, queimaduras, danos aos aparelhos, incêndios e até mortes é abordado junto aos alunos e professores, o bem como o conceito de propriedade da energia. Estimativas do setor apontam que além do risco ao indivíduo, as perdas acumuladas com consumo irregular de energia no país situam-se entre R$ 5 e R$ 7 bilhões ao ano. Ao todo, o projeto pretende envolver 60 professores, 400 alunos e 150 pessoas da comunidade, entre jovens em busca do primeiro emprego e público em geral.

Mais informações sobre o Programa Escolegal Energia podem ser obtidas no ICDE, pelos telefones 51.9833.9130, com Rodrigo Lagreca, e 51.9155.6527, com Mariana Bocuzzi, ou ainda na Assessoria de Comunicação Social do Grupo CEEE, no telefone 51 3382.4535. 

 

Últimas Notícias

Categoria
A CEEE
Data
04/07/2020

CEEE recompõe energia para 99% dos clientes

Categoria
A CEEE
Data
24/06/2020

CEEE-GT vai ampliar capacidade da Usina de Bugres